Purity/Cesumar 1×3 Uniamérica/Foz do Iguaçu

Não foi a despedida que o torcedor maringaense esperava. Um time apático, cometendo erros primários, e um time de Foz jogando bem desde o começo. Esse foi o cenário visto por quem foi até o ginásio Chico Netto acompanhar o último jogo da Superliga deste ano.

Um time que nenhum torcedor no ginásio conseguiu entender, o time foi crescer apenas no 3º set, e mesmo assim, foi na base da superação. No 4º set, o time mostrou o desinteresse no jogo. Quando uma bola no fundo de quadra, com dois jogadores acompanhando e uma aposta no famoso “golpe de vista”. O resultado foi a “derrubada” do time no final do set e a vitória da equipe de Foz.

O primeiro set foi um set para ser esquecido, o time errou ataques bobos, queimou várias bolas de fundo, e tocou muitas vezes na rede, fazendo o time de Foz abrir uma boa vantagem no placar, que foi fechado em 25×19.

No segundo set novamente o time não se encontrou em quadra e mostrou novamente erros que não foram cometidos em nenhum outro jogo desta Superliga e o placar foi 25×21 novamente para a equipe de Foz.

O terceiro set foi bem disputado com o time maringaense abrindo vantagem apenas no final do set, e mesmo com um voleibol fraco e sem muito esforço, o time venceu o set e evitou uma derrota por 3×0 para a equipe de Foz que já estava rebaixada. No final do set o placar apontava 25×23 para a equipe do Purity/Cesumar.

O quarto set foi o reflexo de todo o jogo, um time sem muito esforço, mas que mesmo assim chegou a abrir 24×21 e acabou levando a virada depois de um “golpe de vista” que deu moral para a equipe do Uniamérica buscar o set e fechar em 27×25. Fazendo 3×1 no jogo.

Apesar da derrota, a equipe do Purity/Cesumar ficou com 36 pontos, na 13ª posição, uma posição acima da zona de rebaixamento, e a equipe de Foz mesmo com a vitória ficou na última posição com 34 pontos.

Apesar da desastrosa despedida, o saldo deste ano na Superliga foi positivo, afinal foram 8 vitórias e muitos jogos bons contra equipes maiores. Vale lembrar também que as duas derrotas pra Foz valeram a classificação para a segunda fase, já que o time chegaria a 38 pontos e teria um saldo de set melhor que do Universo/Uptime, equipe que ficou na 8ª posição.

Fica a sensação de dever cumprido, mas a despedida deixou uma má impressão de um time que foi aguerrido durante toda a competição mas que não teve uma despedida digna dos jogos que realizou durante a Superliga.

por Zuba Ortiz

Anúncios

Um pensamento sobre “Purity/Cesumar 1×3 Uniamérica/Foz do Iguaçu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s