O Vôlei de Osasco e a volta por cima

Bom, estou de volta ao blog, espero que agora tenha um tempo para postar com mais regularidade, mas hoje voltei para postar depois do pedido do Carlos via MSN, que disse que entrava sempre por aqui e nunca tava atualizado…

E o assunto de hoje, depois de muito tempo é a Superliga Feminina de Vôlei, na verdade é a definição do 1º finalista, um velho conhecido dessa final, a equipe de Osasco.

Esse mesmo Osasco que no começo do ano passou por um mau momento, foi “abandonado” pelo antigo patrocinador e acabou por “desfazer” praticamente todo o time.

Devido à movimentação da Prefeitura de Osasco e de empresários da cidade, a equipe conseguiu um novo patrocinador e conseguiu “refazer” praticamente todo o plantel, incluindo os destaques e a comissão técnica, chegando pela 9ª vez na final da Superliga Feminina.

Esse termo que vou usar agora pode até parecer meio clichê, mas em menos de um ano, a equipe de Osasco conseguiu dar a volta por cima, e passou de uma equipe abandonada pra equipe finalista. Nada como uma cidade mobilizada em prol de uma equipe ou de um esporte, coisa que é muito raro de se ver principalmente nessa querida Maringá.

Agora aproveito esse pequeno post pra mais uma vez deixar uma pergunta pro amante do esporte maringaense: Quando os patrocinadores da equipe de vôlei masculino da cidade acabaram por “abandonar” a equipe, por que nossa prefeitura e nossos empresários não “abraçaram a causa” e não deixaram a equipe morrer mesmo tendo garantida a vaga na Superliga?