Nos acréscimos, Penapolense garante a primeira vitória no Paulistão

O Penapolense foi até Marília enfrentar o time da casa, no que era o duelo entre os dois últimos colocados do Paulistão – e as únicas equipes que ainda não haviam vencido no estadual. Melhor para o Penapolense que venceu por 2 a 1 e chegou aos cinco pontos, mas que ainda continua na zona de rebaixamento, já o MAC está em situação preocupante e caminha a passos largos rumo à Série A2.

Léo marca e CAP sai na frente

O jogo começou com as duas equipes nervosas e errando muitos passes. A proposta dos dois treinadores era esperar a equipe adversária. E o jogo só teve mais chances quando o Penapolense começou a explorar o espaço e a falta de objetividade do Marília. Foram chances de perigo, principalmente nos contra-ataques, com a velocidade da dupla de ataque Léo e Diego Rosa.

E foi em uma jogada dessa dupla que o CAP abriu o placar, Diego Rosa avançou do meio campo e tocou para Léo, sozinho empurrar para o fundo das redes e fazer 1 a 0 para o Penapolense.

Ronaldo Mendes salva o CAP aos 50 minutos

O segundo tempo começou com o CAP criando e buscando o segundo gol e o MAC se segurando como podia e contando com boas defesas de seu goleiro.

Em uma dessas chances, Arnaldo bateu a queima roupa e por pouco não abriu 2 a 0 para o Penapolense. Depois disso, o time visitante se fechou e esperou a iniciativa do Marília.

Aos 48 minutos, o MAC conseguiu empatar depois de um cruzamento na área, a bola sobrou para Leandro Costa, que de voleio, empatou a partida parecia garantir pelo menos um ponto para o time da casa.

Na saída de bola, Sérgio Mota foi lançado e o goleiro do MAC fez falta na entrada da área, aos 50 minutos, Ronaldo Mendes bateu a falta e fez o segundo gol do Penapolense, garantindo os três pontos para a equipe de PC Gusmão.

Classificação e Próximo jogo

Com a vitória o CAP assumiu o terceiro lugar no Grupo D, com 5 pontos, 1 a menos que o vice-líder Capivariano. Já o MAC segue na lanterna do Grupo C e na classificação geral com apenas um ponto.

Na próxima rodada, o Penapolense vai até Barueri enfrenta a Portuguesa, no sábado às 21h. Já o Marília recebe o XV de Piracicaba, na sexta-feira, às 19h30.

Anúncios

Em casa, Penapolense perde para o Palmeiras por 2 a 0

Jogando em casa, o Penapolense buscava a primeira vitória no Paulistão, pela frente, um Palmeiras embalado e que queria se firmar na liderança do grupo. E mesmo estando no Tenentão, quem ditou o ritmo do jogo foi o Palmeiras, já o CAP jogava fechado e mal conseguia passar da linha do meio campo.

Nesse cenário, o Palmeiras usou o jogo para dar entrosamento ao time e teve pequenos momentos em que Fernando Prass foi acionado.

E brilhou a estrela do argentino Cristaldo, que já havia caído nas graças da torcida em 2014 e vem se firmando como principal atacante do Verdão em 2015.

Palmeiras domina e sai na frente

Num Tenentão lotado, o Palmeiras não se intimidou e foi pra cima do Penapolense desde o primeiro minuto. Com apenas um volante (Gabriel), o Palmeiras atacava e o primeiro gol seria questão de tempo.

Aos 14 minutos, o Palmeiras abriu o placar, com Dudu – mas o lance foi anulado pelo árbitro já que Cristaldo impedido, desviou a bola antes dela entrar no gol de Leandro Santos.

Mas Cristaldo se redimiu aos 45 minutos, depois de um vacilo do zagueiro Gualberto e do goleiro Leandro Santos, o argentino acreditou e mesmo caído, tocou na bola, que bateu na trave antes de entrar. 1 a 0 para o Verdão.

Dudu perde pênalti, mas Cristaldo brilha de novo

O segundo tempo começou com o Palmeiras pressionando o CAP. Aos 6 minutos, Allione sofreu pênalti e Dudu bateu no travessão a chance de fazer 2 a 0 para o Verdão.

Com o pênalti perdido, o Penapolense começou a buscar o empate e teve a chance mais clara com Diego Rosa, que ganhou da zaga na corrida e de frente com Fernando Prass tentou tocar para trás e perdeu a melhor chance.

E o Penapolense foi castigado logo depois, aos 34 minutos, Cristaldo recebeu e bateu forte, o goleiro Leandro Santos tentou defender, mas acabou vendo a bola morrer no fundo da rede.

Depois do segundo gol, o Penapolense sentiu o “baque” e por pouco não tomou mais gols, o Palmeiras se mostrou satisfeito com o resultado e tocou a bola até o apito final.

Classificação e Próximo Jogo

Com a vitória, o Palmeiras é líder do Grupo 3 com 12 pontos. Já o CAP continua na lanterna do Grupo 4, com apenas 2 pontos e ainda sem vencer.

Na próxima rodada, o Palmeiras recebe o Capivariano, no sábado, às 18h30, já o Penapolense vai até Marília, enfrentar o time da casa, no sábado, às 21h.

De virada, Mogi Mirim vence o Penapolense

Fechando a rodada do Paulistão na quarta-feira de cinzas, o Penapolense foi até Mogi em busca da primeira vitória na competição e até começou melhor, saiu na frente, mas sofreu a virada com dois gols de Thomas Anderson.

O jogo começou melhor para o Penapolense, que tinha dois estreantes, o técnico PC Gusmão e o atacante Léo, e que conseguia impor seu ritmo de jogo, mesmo jogando fora de casa.

Depois de um bom primeiro tempo, o CAP voltou a repetir o futebol dos jogos anteriores no segundo tempo e o resultado disso foram dois gols dos donos da casa e a virada do Mogi Mirim.

Penapolense domina e sai na frente

Em um jogo que começou truncado e com poucas chances, quem se deu melhor foi o Penapolense que foi eficiente que o Mogi, que sentia falta de um armador. O lateral Edson Ratinho foi deslocado para o meio campo para tentar organizar o jogo do Sapão.

O Penapolense teve a chance de abrir o placar com Ronaldo Mendes, que saiu cara a cara com Daniel, mas bateu para fora. Aos 35 minutos, nova chance, desta vez, Léo recebeu passe de Ronaldo Mendes e não desperdiçou, fazendo 1 a 0 para o Penapolense.

A única chance do Mogi foi com Magrão, pouco depois do gol do time visitante, mas nada que levasse perigo ao gol de Leandro Santos.

Mogi volta melhor e Thomas Anderson decide

Com o time pouco criativo no primeiro tempo, Claudinho Batista resolveu apostar em Thomas Anderson – entrou no lugar de Geovane. Com mais um atacante, o time da casa pressionou e conseguiu resolver o jogo.

O gol de empate saiu aos 21 minutos, após cobrança ensaiada de falta, André Luis desviou e Thomas Anderson apareceu sozinho, no meio da área para empurrar para o gol.

5 minutos depois, veio o gol da virada, Magrão tocou, o goleiro Leandro Santos saiu mal e Thomas Anderson de novo, fez 2 a 1 para o Sapão. Depois do gol, o Penapolense bem que tentou, mas não conseguiu reagir e somou mais uma vitória no Paulistão.

Classificação e Próximo Jogo

Com a vitória, o Mogi Mirim chegou aos 11 pontos e é o segundo colocado no Grupo 1. Já o Penapolense continua sem vencer e tem apenas 2 pontos e é o lanterna do Grupo 4 e está na zona de rebaixamento.

No domingo, o Mogi Mirim vai até Rio Claro enfrentar o time da casa, às 18h30. Enquanto isso, o Penapolense recebe o Palmeiras, no estádio Tenente Carriço.

Narciso é demitido e PC Gusmão assume o Penapolense

Depois de quatro rodadas sem vitória no Paulistão, o Penapolense resolveu demitir o técnico Narciso – que estava no clube desde ano passado, quando chegou à semifinal e ao título de campeão do interior.

A derrota contra o São Bernardo em casa foi a última partida de Narciso no comando do CAP, que já confirmou a contratação de PC Gusmão como novo treinador na sequência do Paulistão.

Depois da demissão, Narciso reclamou na Rádio Difusora de Penápolis sobre a montagem do elenco e disse que não foi responsável pelo elenco desse ano, diferente do ano anterior.

Além de PC Gusmão e dois auxiliares, novos jogadores também chegaram para a sequência do Campeonato Paulista: os laterais Rodrigo Vaca (ex-Paraná Clube) e Elbis (ex- Atlético de Madrid B); o volante Rodrigo Souza (ex- Criciúma), o meia Ronaldo Mendes (ex-Guarani) e que estava treinando com o elenco capeano e o atacante Lincoln (ex-Bragantino).

A estreia de PC Gusmão será na próxima quarta-feira (18), fora de casa, contra o Mogi Mirim.

Ainda sem vencer, Penapolense perde para o São Bernardo por 1 a 0

Jogando no estádio Tenente Carriço, Penapolense e São Bernardo fizeram um jogo equilibrado pela abertura da rodada do Campeonato Paulista. Com poucas chances na primeira etapa, o time do ABC aproveitou um pênalti marcado e abriu o placar com Lúcio Flávio.

Na segunda parte do jogo, o técnico Narciso colocou o time no ataque, mas ainda esbarrou na forte marcação dos visitantes que seguraram o placar, apesar da pressão do time da casa.

Cavadinha e vantagem pro Bernô

Jogando em casa, o Penapolense partiu para o ataque desde o começo da partida, mas mesmo com três alterações – Dimba no lugar de Diego Rosa, Fernando no lugar de Washington e Bruno Smith no lugar de Wellington Bruno – o time continuou tendo problemas com a armação das jogadas.

Com o São Bernardo jogando fechado e apostando nos contra-ataques, o time visitante chegou a dominar o primeiro tempo e teve algumas chances de abrir o marcado.

Em um desses contra-ataques, Lúcio Flávio sofreu um pênalti, cobrou e abriu o placar do time visitante, fazendo 1 a 0 no final da primeira etapa.

Penapolense aperta, mas gol não sai

Com duas mudanças logo de cara, Diego Rosa e Washington nos lugares de Gilmak e Bruno Smith, o técnico Narciso mostrou que o Penapolense partiria em busca do empate desde o primeiro minuto.

Já o time visitante se fechou ainda mais e buscava decidir a partida em contra-ataques, principalmente com Vanger.

A chance mais clara do CAP surgiu com Crislan, que recebeu na área e bateu forte, no canto, mas o goleiro Daniel fez ótima defesa e salvou o time do ABC.

No final da partida, em um bate e rebate dentro da área, Crislan reclamou um pênalti não marcado e recebeu cartão amarelo.

Após o apito final, o atacante foi reclamar com o árbitro e acabou expulso e é desfalque para a próxima partida diante do Mogi Mirim, fora de casa.

Classificação e próximo jogo

Com a vitória, o São Bernardo se mantém em terceiro lugar no Grupo A, com 7 pontos, 1 a menos que o Mogi – segundo colocado.

Já o Penapolense caiu para o quarto lugar do Grupo D, com os mesmo 2 pontos do Capivariano.

Na quinta rodada, o São Bernardo recebe o Santos, no estádio 1º de Maio, no próximo sábado, às 17h. Já o Penapolense só volta a campo na quarta-feira de cinzas, dia 18, contra o Mogi Mirim, fora de casa.

Narciso é demitido, PC Gusmão deve assumir

Depois da quarta rodada, o time de Penápolis demitiu o técnico Narciso e está perto de contratar PC Gusmão – Marcelo Martelotte é um nome que correr por fora. O próximo treinador deve estrear na próxima quarta-feira, diante do Mogi Mirim.

Penapolense e São Bernardo se enfrentam em busca de vaga no G2

Penapolense e São Bernardo estão em terceiro lugar em seus grupos e se enfrentam hoje (10), às 19h30, no Tenentão, na abertura da quarta rodada do Paulistão. As duas equipes buscam os três pontos para tentar assumir uma vaga no G2, que garantem o time nas quartas-de-final do campeonato estadual.

O CAP vem de empate em 0 a 0 com o Ituano, enquanto o Bernô empatou em 1 a 1 com o Capivariano. O time do interior chegou a dois pontos, enquanto o time do ABC tem quatro.

O técnico Narciso buscava seis pontos nas partidas em casa – diante do Ituano e São Bernardo – mas terá que buscar os pontos perdidos, nas próximas rodadas, fora de casa.

O time do ABC Paulista ficou em Lins, se preparando para a partida, e não terá Cañete e Alex Silva, poupados para a quinta rodada.

O Penapolense deve ir a campo com: Leandro Santos, Arnaldo, Jaílton, Gualberto e João Lucas, Gilmak, Washigton, Rafael Costa e Wellington Bruno, Crislan e Diego Rosa.

Já o São Bernardo começa a partida com: Luiz Daniel; Rafael Cruz, Luciano Castan, Diego Jussani e Vicente; Daniel Pereira, Magal, Marino e Jean; Felipe Zanelatto (Vanger) e Maikon.

Com poucas chances, Penapolense empata com o Ituano

Penapolense e Ituano tiveram poucas chances e não saíram do 0 a 0.  (Foto: Miguel Schincariol/ Ituano FC)

Penapolense e Ituano tiveram poucas chances e não saíram do 0 a 0. (Foto: Miguel Schincariol/ Ituano FC)

Jogando em casa, o Penapolense bem que tentou mas ficou no empate em 0 a 0 com o Ituano. O time da casa buscou o jogo desde o primeiro minuto, mas sofreu com a falta de inspiração de seus armadores e não conseguiu furar a retranca do time de Itu.

No primeiro tempo foram poucas chances criadas pelos dois times. Na segunda etapa, o Ituano chegou com mais perigo, mas esbarrou em boa atuação do goleiro do Penapolense.

Primeiro tempo sem chances claras

No começo da partida, Penapolense e Ituano deixaram claro suas estratégias para a partida, enquanto o time visitante se fechava e apostava nos contra-ataques, o mandante tinha o controle da bola, mas criava poucas chances de gol.

A única chance clara, foi do Ituano, depois de um cruzamento de Clayson, Mizael subiu de cabeça e a bola passou perto do gol de Leandro Santos.

Ainda no primeiro tempo, Narciso trocou Rafael Costa por Roni, buscando uma melhor movimentação do meio campo do Penapolense.

Chances melhores, mas 0 a 0 se mantém

No segundo tempo, as duas equipes voltaram dispostas a mexer no placar, o Penapolense chegou logo, com um chute de Roni, que levou perigo ao gol do Ituano.

Mas quem melhorou foi o Ituano, que chegou perto em chute de Clayson que passou raspando a trave de Leandro Santos.

Depois foi a vez do CAP chegar de novo, Arnaldo fez boa jogada, passou por 3 marcadores, mas bateu mal.

Aos 16 minutos, uma bola batida de fora da área por Jackson Caucaia quase abriu o placar, Leandro Santos apareceu bem e fez ótima defesa.

Aos 44 minutos, Djavan cruzou para Ronaldo que perdeu gol dentro da grande área. Um minuto depois, foi a vez de Dick puxar contra-ataque e bater forte para mais uma boa defesa do Leandro Santos.

Próximo jogo

O Penapolense continua sem vencer depois de três rodadas – são dois empates e uma derrota – o time manteve a 3ª posição do Grupo 4. Já o Ituano segue na lanterna do Grupo 1, com 4 pontos.

O CAP volta a campo na próxima terça-feira, em casa, diante do São Bernardo, às 19h30. Já o Ituano vai até Piracicaba, enfrentar o XV, na quinta-feira, às 19h30.