Futebol Baiano: um eterno BaVi

O futebol baiano vem sofrendo nos últimos anos de uma dependência dos seus dois grandes clubes, Bahia e Vitória são os únicos clubes que possuem calendário anual garantido, além de outros privilégios (cotas de televisão, patrocinadores) que os times do interior estão longe de alcançar, pelo menos no atual momento do futebol da Bahia.

Nos últimos 15 anos, ou seja, do ano 2000 até 2015 (16 campeonatos estaduais) apenas dois títulos ficaram longe da capital. 14 títulos divididos entre Bahia e Vitória, com o rubro negro com uma grande vantagem (10 a 4).

titulos estaduais

Relação de títulos estaduais de 2000 até 2015

Apenas o Bahia de Feira e o Colo-Colo conseguiram quebrar essa hegemonia da dupla BaVi no Baianão. E uma coincidência, os dois enfrentaram o Vitória na final.

Outro fato que chama atenção é que alguns estados, como Sergipe, possuem time na disputa da Série C do Campeonato Brasileiro, enquanto times como Vitória da Conquista, Colo-Colo e outros times tradicionais da Bahia disputam apenas a Série D – isso quando conseguem uma boa classificação no estadual.

Um dado interessante é que desde que foi criada a Série D, nunca um time baiano disputou a Série C – seja sendo rebaixado da Série B, seja conseguindo o acesso na Série D. A última participação de um clube baiano na Série C foi em 2008, quando Itabuna, Atlético Alagoinhas e Vitória da Conquista disputaram a competição. O time de Alagoinhas caiu ainda na primeira fase, os outros dois na segunda.

Vale lembrar que os últimos clubes baianos que conseguiram o acesso na Série C foram Vitória e Bahia. O Vitória disputou a Série C por uma temporada, enquanto o Bahia precisou de dois anos para subir.

O abandono com clubes do interior é visível a cada campeonato estadual disputado, a diferença entre “grandes” e “pequenos” é de fazer inveja no futebol espanhol – que tem por tradição apenas Real Madri e Barcelona fortes – contra os times menores que vez ou outra aprontam uma zebra. Na Bahia, o cenário é o mesmo.

A maneira de organizar campeonatos da Federação Baiana de Futebol mostra que os times do interior são mesmo um capitulo à parte. A Copa Governador do Estado da Bahia que é uma competição para os times menores possuírem calendário no ano todo é disputada por apenas 8 clubes, dentre esses dois times B de Vitória e Bahia, ou seja, apenas 6 clubes do interior.

O campeão do torneio pode escolher entre uma vaga na Série D ou na Copa do Brasil, enquanto que o vice fica com a vaga restante. Em 2015, o campeonato foi conquistado pelo Fluminense de Feira, com o Juazeirense como vice-campeão.

Apesar de apenas o Vitória conquistar o acesso para a Série A do Brasileirão, a diferença de aproveitamento dos clubes baianos que disputaram campeonatos nacionais em 2015 é gigantesca.  Enquanto Bahia e Vitória disputavam a Série B, Serrano e Colo-Colo estavam na Série D.

E o aproveitamento de Colo-Colo e Serrano não foi nada animador, tanto é, que os dois clubes não passaram da primeira fase da competição.

aproveitamento baianos nos brasileiros

Aproveitamento dos times baianos em campeonatos nacionais em 2015

Outro dado importante é que o clube baiano que chegou mais perto do acesso na Série D foi a Jacuipense que foi derrotada pelo Confiança nas quartas-de-final em 2014.  Antes disso, a melhor campanha era a do Fluminense de Feira – em 2010 foi eliminado na segunda fase pelo Brasília/DF e em 2009 foi eliminado na segunda fase pelo Tupi/MG.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s