Penapolense vacila e sofre empate do União Barbarense no final do jogo

penapolense_x_votuporanguense_1_t0ehava

Penapolense fica no segundo empate consecutivo (Foto: Silas Reche/ CA Penapolense)

Jogando em Santa Bárbara d’Oeste neste sábado (25) de Carnaval, o Penapolense buscava mais uma vitória para se manter próximo do G4 e do sonho do acesso. Pelo lado do time da casa, o Barbarense buscava o primeiro ponto na competição, já que vinha de 6 derrotas consecutivas na Série A2. E no final da partida, o placar apontou 2 a 2. O time da casa pôde comemorar o primeiro ponto na competição depois de conseguir o empate aos 44 minutos do segundo tempo. Já o Penapolense chegou aos 10 pontos e está na 10ª posição. O União Barbarense continua na lanterna com apenas 1 ponto conquistado.

Muita vontade e pouca chance de gol

Jogando em casa, o União saiu para o ataque em busca da primeira vitória e criou boas chances de gol, mas esbarrou em uma ótima atuação defensiva do Penapolense.

Antes do apito do árbitro, o CAP cresceu e dominou a partida. Apesar da vantagem, nenhum dos dois times abriram o placar na primeira etapa e foram para o intervalo com um zero a zero.

Segundo tempo movimentado e empate no finalzinho

Diferente do primeiro tempo, o Penapolense chegou decidido a vencer e se aproximar ainda mais do G4 e abriu o placar com Thiago Moura, de cabeça, aos 7 minutos.

O União Barbarense acordou com o gol e foi para o ataque para evitar a 7ª derrota consecutiva, e depois de muito tentar, conseguiu o empate com Renatinho, depois da bola acertar o travessão de Felipe, aos 24 minutos.

Quando o jogo caminhava para o final, o CAP novamente ficou na frente, com Fio, que balançou as redes aos 40 minutos e colocava o time de Penápolis novamente na frente e chegando aos 12 pontos, na 5ª posição. Em um vacilo do Penapolense no final do jogo, o Barbarense conseguiu o empate com Everton, aos 44 minutos.

Próximo jogo

O União Barbarense volta a campo na próxima quarta-feira de Cinzas (01), às 20h, para enfrentar o Batatais, fora de casa. Já o Penapolense vai até Rio Claro enfrentar o Velo Clube, na mesma data e horário, pela oitava rodada da Série A2.

Anúncios

Leandro Love marca e Penapolense vence o Oeste

16463621_174905466329258_7354809115176859914_o

Leandro Love fez o gol da vitória e deixou o CAP em 5º na A2 (Foto: Silas Reche/C.A. Penapolense)

Pela quarta rodada da Série A2 do Campeonato Paulista, Penapolense e Oeste entraram em campo neste domingo, às 10h00, no Tenentão. Fazendo valer o mando de campo, o CAP venceu por 1 a 0, com gol de Leandro Love. Com o resultado, o time de Penápolis é o 5º colocado com 8 pontos, já o time de Itápolis fica em 12º com 5 pontos, 2 a mais que o Z6.

Calor forte e poucas chances

Jogando em casa, o Penapolense dava espaço para o Oeste. O time visitante criou as melhores chances no começo da partida, sempre com Mazinho (ex-Palmeiras). Apesar de ter mais chances claras, o time de Itápolis se mostrava satisfeito com o empate.

Apostando nos contra-ataques, o Penapolense jogava recuado e esperava o Oeste partir para o ataque. Mas nenhuma chance clara foi criada, e os dois times foram para o intervalo sem mexer no placar.

Leandro Love aparece e garante a vitória

Diferente do primeiro tempo, o CAP começou o segundo tempo partindo para o ataque e por pouco não abriu o placar com Gilvan – que se complicou dentro da área e perdeu a chance de fazer o primeiro gol da partida.

Pouco depois, aos 17 minutos, depois de bom lançamento, o goleiro Rodolfo falhou e a bola sobrou para Leandro Love fazer o gol do CAP.

Depois do gol, o Oeste foi para o ataque em busca do empate, mas esbarrava na zaga do CAP que se mostrava segura na partida.

No final da partida, o Penapolense quase fez o segundo, mas Iago acabou perdendo uma chance clara, de frente para o gol, ele poderia ter tocado para Leandro Love que estava livre, mas preferiu bater para o gol, e parou na boa defesa do goleiro Rodolfo.

Próximos jogos

O Penapolense volta a campo na próxima quarta-feira, às 20h00, no estádio Fortaleza, diante do Barretos. Já o Oeste só volta a campo no dia 19, diante do Batatais, em casa. O time de Itápolis fará sua estreia na Copa do Brasil no meio da semana, diante do Friburguense/RJ.  

Pernambuco é o maior vencedor da “nova” Copa do Nordeste

Desde que voltou a ser disputada em 2013, a Copa do Nordeste passou por algumas mudanças, o número de participantes – passou de 16 para 20 clubes – e também a inclusão de novos estados a partir de 2015 – com entrada do Maranhão e do Piauí.

A história mostra que a primeira Copa do Nordeste foi disputada em 1976, com um título do Vitória/BA. O campeonato voltou em 1994 com o título do Sport/PE. Depois de uma pausa de dois anos (1995 e 1996), a Copa do Nordeste foi disputada de 1997 até 2003. Voltando para uma única edição em 2010. 3 anos depois, em 2013, a competição voltou em definitivo, no novo formato que se mantém até hoje.

E alguns dados chamam a atenção desde que a competição voltou depois de três anos paralisada.

campeao-02

Pernambuco tem dois títulos, Ceará e Paraíba possuem 1 cada (Arte: Blog do Zuba)

O mais importante é sobre os títulos, o estado de Pernambuco tem duas conquistas, contra 1 de Ceará e outro da Paraíba. O estado da Bahia e Alagoas já chegaram à final, mas ficaram com o vice-campeonato. Já o Rio Grande do Norte, nunca chegou à essa fase.

final-02

Vagas por estado na Final da Copa do Nordeste de 2013 a 2016 (Arte: Blog do Zuba)

Outro fato que chama atenção é que Paraíba e Ceará que não possuem nenhum time na Série A do Brasileirão, possuem mais ida à final que a Bahia, que teve Bahia e Vitória na elite do Brasileirão nos últimos anos.

Três estados que disputam a Copa do Nordeste nunca passaram para a segunda fase. Um deles é o Sergipe, que está desde 2013, quando a competição voltou. Os outros dois estados são Maranhão e Piauí, que entraram em 2015 e disputaram por duas temporadas.

participac%cc%a7oes-01

Vagas por estado nas edições  da Copa do Nordeste entre 2013 e 2016 (Arte: Blog do Zuba)

Outro ponto que chama atenção é que o melhor aproveitamento dos estados entre quartas-de-final e semifinal é justamente da Paraíba com 3 vagas na quartas-de-final e duas nas semifinais, um aproveitamento de 66,66%. Já a Bahia, que classificou 5 vezes para as quartas e chegou 3 vezes à semifinal, mas nunca conquistou o título.

O maior campeão, Pernambuco, esteve 9 vezes nas quartas-de-final e 4 vezes na semifinal, um aproveitamento de aproximadamente 44,4% contra 60% da Bahia.

Os outros estados foram o Rio Grande do Norte com 4 vagas nas quartas e uma vez na semifinal (25% de aproveitamento), Alagoas chegou 3 vezes nas quartas e somente em uma semifinal (33,33% de aproveitamento). O segundo estado com mais participações nas quartas-de-final é o Ceará que chegou 8 vezes e passou de fase em 4 oportunidades.

O que fica claro é que nem sempre o poder financeiro é o que faz a diferença no maior campeonato regional do Brasil, resta saber se Pernambuco continuará dominando, ou se teremos alguma surpresa na disputa deste ano.

De virada, Penapolense bate o Juventus e dorme no G4

728x485

Em casa, Penapolense bate o Juventus de virada por 3 a 2 (Foto: Alê Vianna/ Divulgação/ Juventus)

No jogo de abertura da 3ª rodada da Série A2 do Paulistão nesta sexta-feira (3), o Penapolense recebeu o Juventus e venceu de virada por 3 a 2. O destaque da partida foi o volante Juliano, que entrou no intervalo do jogo e fez dois gols para o CAP, que garantiram a primeira vitória do time na competição. Com o resultado, o time de Penápolis é o 4º colocado, com 5 pontos, já o Juventus continua na zona de rebaixamento, com apenas 1 ponto marcado e é o 16º.

Muito calor e boas defesas

Debaixo de um sol forte, as duas equipes entraram no Tenentão em busca da primeira vitória na competição. E no começo da partida, o Juventus mostrou que tinha mais disposição em busca do resultado.

E a pressão do Juventus não demorou para dar resultado, aos 16 minutos, Johnny recebeu belo passe de Judson e fez 1 a 0 para os visitantes.

Na frente do placar, o time da Mooca se fechou e deu espaço para os donos da casa irem em busca do empate, e foi aí que brilhou o goleiro Deola, que apareceu duas vezes, na mais perigosa aos 23, defendeu bom chute do atacante Kesley.

Jogando no ataque e buscando espaços, o gol de empate do CAP saiu com Leandro Love, depois de ótimo cruzamento de Augusto Ramos, que bateu sem chance de defesa para o ex-goleiro do Palmeiras.

Juliano brilha e o CAP vence a primeira

Depois do intervalo, o jogo voltou com o Juventus mais uma vez marcando pressão e buscando o gol. E mais uma vez, ele saiu rápido, Judson recebeu passe e ganhou na corrida do zagueiro e bateu na saída de Samuel Pires, fazendo 2 a 1 aos 12 minutos.

Mais uma vez, o time visitante esperava o adversário no campo de defesa, e foi assim que o CAP empatou novamente, aos 22 minutos, Juliano – que havia entrado no intervalo – subiu sozinho e com uma cabeçada forte, deixou tudo igual mais uma vez no Tenente Carriço.

Quando as duas equipes já demonstravam muito cansaço, aos 44 minutos, Juliano apareceu em cobrança de escanteio e cabeceou para o chão, fazendo 3 a 2 para o time da casa.

Próxima partida

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, dia 12 de fevereiro. O Juventus recebe o Votuporanguense, na Rua Javari, às 10h. Já o CAP enfrenta o Oeste, no Tenentão, também às 10h.

Com pênalti no final, Penapolense empata com Rio Claro

Screenshot_2017_01_31_23_07_25_373-2.jpeg

Fora de casa, o Penapolense conseguiu um empate diante do Rio Claro no final da partida (Foto: Silas Reche/Penapolense)

Nesta terça-feira (31), o Rio Claro recebeu o Penapolense, pela segunda rodada da Série A2 do Paulistão e ficou no empate em 1 a 1. O time da casa começou vencendo com gol de Odair Lucas, o empate saiu já no final da partida com gol de pênalti de Kesley.

As duas equipes continuam invictas na competição, o Rio Claro soma 4 pontos (1 vitória e 1 empate), enquanto que o Penapolense somou o 2º ponto (2 empates).

Rio Claro sai na frente com lei do ex

Debaixo de muita chuva, o Rio Claro começou a partida buscando o ataque, mas esbarrava no último passe, pelo lado do Penapolense o problema também era o perde e ganha no meio campo.

E foi assim que começou a jogada do gol do Rio Claro, Hygor perdeu a bola e deu a chance de contra-ataque para o time da casa. Francismar – outro jogador com passagem pelo Penapolense – bateu para o gol e viu Samuel Pires fazer ótima defesa e mandou a bola para escanteio.

Aos 24 minutos, o time da casa cobrou escanteio, a zaga falhou e zagueiro Odair Lucas mandou para as redes, abrindo o placar em Rio Claro.

Depois do gol, o Penapolense foi para o ataque e por pouco não empatou aos 33 minutos, e teve a melhor chance aos 43 minutos, quando Germano quase empatou.

Kesley empata no finalzinho

Depois do intervalo, o Penapolense voltou ao ataque e buscava o gol de empate e teve a primeira chance aos 6 minutos, quando Hygor bateu e parou na defesa de Paulo Vitor.

Aos 13 minutos foi a vez de Augusto Ramos cobrar falta e balançar as redes pelo lado de fora.

O cansaço apareceu e os times diminuíram o ritmo, o Penapolense ainda buscava o empate, mas com menos ímpeto.

Aos 40 minutos, o CAP conseguiu um pênalti com Kesley, que havia entrado no segundo tempo. Ele mesmo foi para a cobrança, de cavadinha, deixou tudo igual e deu números finais à partida.

Próximos jogos

O Penapolense volta a campo na próxima sexta-feira, pela 3ª rodada, quando recebe o Juventus no Tenente Carriço, às 18h. Já o Rio Claro recebe o Mogi Mirim, no domingo, às 10h.