Penapolense terá Nilso Moreira novamente na presidência do clube

Assembleia realizada na última sexta-feira destituiu presidente e toda a antiga diretoria (Foto: Silas Reche)

Em assembleia realizada na última sexta-feira (16), o então presidente Luiz Gomes Mariano e toda sua diretoria foi destituída por votação unânime. O antigo presidente, Nilso Moreira, respondia pela presidência do Conselho Deliberativo e a decisão (destituição) aconteceu por desejo dos sócios do clube, cumprindo o estatuto social. Já que as contas do clube foram reprovadas nos anos de 2018 e 2019.

O primeiro ponto foi a não apresentação ao Conselho de Orientação Fiscal (COFI) e o Conselho Fiscal  do balanço referente ao ano de 2018. Sobre 2019, foi apresentado apenas um singelo demonstrativo de custos e despesas referente à Série A2, mas sem as notas fiscais, recibos ou qualquer outro documento contábil que justificasse os gastos apresentados que chegavam a quase 230 mil reais.

Sem maiores dados sobre os gastos, as contas foram reprovadas pelo COFI e Conselho Fiscal, levado a plenário, e seguindo o protocolo do Estatuto, a votação pela destituição foi unânime, todos os membros presentes votaram pela saída do atual presidente e de toda sua diretoria. Com a destituição, o atual presidente e o vice ficam inelegíveis por cinco anos, conforme prevê o estatuto do clube. Até que uma nova eleição seja marcada, o presidente do Conselho Deliberativo irá gerir o clube. Uma nova eleição será decidida em assembleia nos próximos dias.

Histórico

Foi com Nilso Moreira no comando que o Penapolense viveu os melhores momentos da sua história. Campeão Paulista da Série A3 em 2011, conseguiu o acesso à Série A1 no ano seguinte. No seu primeiro ano na elite paulista venceu o Palmeiras no Pacaembu por 3-2 e chegou nas quartas-de-final sendo derrotado no Morumbi pelo São Paulo por 1-0.

No ano seguinte novamente fez ótima campanha, e numa repetição do ano anterior, encontrou com o São Paulo nas quartas-de-final, mas dessa vez, conseguiu eliminar o tricolor paulista nos penaltis dentro do Morumbi, na semifinal chegou a estar vencendo o Santos, mas tomou o gol da virada nos minutos finais, mas sagrou-se campeão paulista do interior.

Anúncios