Nilso Moreira é eleito novamente presidente do Penapolense

Em eleição com chapa única, Nilso Moreira retorna à presidência do CAP (Foto: Silas Reche)

Na terça-feira (10), foi realizada uma assembleia no Teatro Municipal de Penápolis para definir o novo presidente do Clube Atlético Penapolense, sem chapa concorrente, a eleição foi rápida e definiu a volta de Nilso Moreira à presidência do clube.   

Segundo o novo presidente, ainda esta semana serão anunciados os novos nomes da diretoria que assume o clube na Série A2. O eleito adiantou que já está em contato com vários jogadores que devem compor o elenco do clube na disputa da Série A2 em 2020.  

O clube voltará a utilizar o Centro de Treinamento na primeira semana de novembro, quando a equipe começa a sua preparação para o campeonato estadual sob o comando de Edison Só, que foi confirmado pelo novo presidente.

Nilso Moreira ainda afirmou que a ideia é montar um elenco que brigue pelas primeiras colocações e pelo retorno à elite paulista. E para finalizar, o novo presidente ainda afirmou que a equipe irá disputar a Copa Paulista em 2020, usando a competição como um laboratório para o próximo ano, como já realizou em outros anos quando estava à frente da equipe.

Em casa, Penapolense perde para o São Bento e é rebaixado no Paulistão

Jogando no Tenente Carriço, o Penapolense recebeu o São Bento, em busca de uma vaga na próxima fase. Em paralelo, o time de Penápolis buscava também se manter na série A1 do Paulistão. O resultado porém foi vitória do time visitante por 1 a 0, com gol de Wanderson, combinado com as vitórias de Linense e Capivariano, decretou o rebaixamento do Penapolense.

São Bento joga bem e CAP não impõe seu ritmo

A partida começou equilibrada, com o São Bento jogando bem e mesmo sem chance de classificação ou lutando contra o rebaixamento, o time de Sorocaba dominou a primeira etapa.

Aproveitando os espaços pelo lado esquerdo, o time teve chance com Nilson, que chegou atrasado e por pouco não abriu o placar.

Precisando do resultado, o Penapolense  não conseguia acompanhar a equipe visitante e chegou pouco ao gol do adversário.

São Bento marca, Henao salva e CAP cai

No segundo tempo, o Penapolense voltou diferente e assustou logo no começo, com dois minutos, Sérgio Mota cobrou falta e obrigou Henao a fazer ótima defesa. Depois foi a vez de Crislan tentar e passar perto do gol do time de Sorocaba. Jogando sem preocupação, o São Bento assustou com Giovanni que obrigou Samuel a fazer ótima defesa.

Aos 11 minutos veio o balde de água fria, Wanderson aproveitou cruzamento e abriu o placar para o São Bento, deixando o CAP em situação complicada.

Depois do gol, o Penapolense partiu para o ataque em busca do empate, e acertou a trave com Sérgio Mota.  E o filme de terror para o torcedor penapolense piorou quando Léo Melo sentiu uma lesão e não pôde continuar em campo, deixando o time da casa com 10 jogadores.

Quando os alto-falantes do Tenentão anunciaram o gol do Linense, o time ficou tenso e partiram para o tudo ou nada. Crislan tabelou com Ronaldo Mendes e por pouco não empatou. Nos acréscimos, Henao apareceu de novo e evitou o empate, e decretou o rebaixamento dos comandados de PC Gusmão.

Classificação

Com a derrota, o Penapolense manteve os 15 pontos e ficou em 17º lugar no geral, um ponto a menos que o Linense, que se salvou do rebaixamento na última rodada. Já o São Bento chegou aos 21 pontos e ficou em 9º lugar, depois de uma série de 6 jogos sem perder.

De virada, Penapolense perde para a Ponte Preta

Ponte vira pra cima do Penapolense (Foto: Ponte Press)

Em Campinas, Ponte Preta vira para cima do Penapolense e vence por 2 a 1 (Foto: Ponte Press)

Jogando no Moisés Lucarelli, o Penapolense tentava quebrar a escrita e vencer a Ponte Preta pela primeira vez na história. O time de Penápolis saiu na frente, mas tomou a virada do time campineiro no segundo tempo, fazendo 2 a 1.

O Penapolense saiu na frente aos 26 minutos do primeiro tempo, Crislan chegou aos 9 gols e assumiu a artilharia isolada do Paulistão. No segundo tempo, a Ponte voltou disposta a vencer e empatou com Roni e virou com Wellington.

Ponte domina, mas CAP sai na frente

Precisando da vitória, o Penapolense começou o jogo fechado e buscando o contra-ataque, enquanto isso, a Ponte Preta tentava atacar, mas esbarrava na forte marcação do time visitante.

A primeira chance foi do time da casa, Renato Cajá cruzou e por pouco o atacante Biro-Biro não alcançou.

Novamente com Renato Cajá, a Ponte acertou a trave depois de cobrança de falta do camisa 10, assustando o goleiro Samuel Pires.

Quando chegou, o Penapolense abriu o placar. Depois de boa jogada de Ronaldo Mendes, a bola sobrou pra Sérgio Mota que ajeitou para Crislan fazer 1 a 0 com a ajuda do goleiro João Carlos.

Antes do fim do primeiro tempo, Renato Cajá mais uma vez assustou Samuel Pires, que fez ótima defesa.

Roni e Wellington comandam a virada da Ponte

No começo da segunda etapa, a Ponte mostrou que o bate papo no intervalo e a entrada de Adrianinho dariam resultado. Logo aos 3 minutos, Rodinei tabelou com Roni, que bateu na saída de Samuel Pires e empatou a partida.

Com o empate, a Ponte Preta cresceu e continuou buscando a virada, enquanto isso, o CAP buscava o contra-ataque para resolver a partida.

Aos 33 minutos, Juninho lançou Roni que cruzou para Wellington que chegou antes do zagueiro e bateu sem chance para o goleiro, virando a partida.

No final da partida, quase o Penapolense empata, com chute de longe de Fernando, que queimou na mão de João Carlos, e por pouco não foi parar no fundo do gol.

Nos acréscimos, Arnaldo cruzou e Crislan furou, na sobra, Rafael Costa saiu de frente com o goleiro, que fez ótima defesa e garantiu a vitória.

Classificação e Próximo Jogo

Com essa vitória, a Ponte chegou aos 27 pontos e é vice-líder do Grupo B. A partida das quartas-de-final já está decidida e será contra o Corinthians na Arena Corinthians. A última partida da equipe será na quarta-feira, diante do Capivariano.

Já o Penapolense continua brigando com o XV de Piracicaba por uma vaga na próxima fase, pelo Grupo D, para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro. O CAP é o terceiro colocado com 15 pontos, 2 a menos que o time de Piracicaba. O time de Penápolis ainda corre o risco de rebaixamento, já que Linense, Portuguesa e Capivariano tem 13 pontos, 2 a menos. Na última rodada, o time de Penápolis recebe o São Bento, no Tenentão.

Crislan e Rafael Costa marcam e Penapolense vence o Osasco Audax

Neste domingo (29), o Penapolense recebeu o Osasco Audax e conseguiu uma vitória importante, primeiro para distanciar o time da zona de rebaixamento e depois para buscar uma vaga na próxima fase. O time fez 3 a 0 com dois gols de Crislan – que é artilheiro do Paulistão – e um de Rafael Costa.

Depois de um primeiro tempo dominado pelo time da casa, no segundo tempo os visitantes pressionaram, mas não criaram boas chances para mudar o placar, no final, o time de PC Gusmão mostrou maior poder de decisão e matou o jogo.

Crislan aparece e coloca o CAP na frente

Desde o começo da partida, o Penapolense dominou as ações e parecia disposto a resolver a partida e garantir os três pontos.

O primeiro gol saiu logo aos 12 minutos, depois de cruzamento de Washington, o zagueiro Francis se atrapalhou e o oportunista Crislan apareceu para marcar 1 a 0 para o CAP.

Aos 14, o atacante chegou a fazer sue segundo gol, com uma meia bicicleta dentro da área que acertou o ângulo do goleiro Felipe Alves, mas foi anulado pela arbitragem com a marcação de um impedimento.

Aos 27 minutos foi a vez de Rodrigo Souza arriscar de fora da área e ver a bola explodir no travessão.

Osasco Audax pressiona, mas CAP mata o jogo

No segundo tempo, o técnico Fernando Diniz mudou o time e partiu em busca do empate, dando espaço para o CAP.

O primeiro grande lance do Audax aconteceu aos 13 minutos, depois de chute de Camacho, que passou perto do gol de Samuel Pires.  Aos 26 minutos, Thiago Silvy tentou e Samuel Pires fez ótima defesa.

Apostando nos contra-ataques, o time de Penápolis começou a resolver a partida aos 36 minutos, quando João Lukas cruzou e Crislan fez o 2° do CAP, e o 8° dele no Paulistão.

4 minutos depois, foi Rafael Costa quem recebeu lançamento, driblou o zagueiro e bater de bico, fazendo o 3° do Penapolense.

Próximo jogo e Classificação

Com a vitória, o Penapolense chegou aos 15 pontos e assumiu o segundo lugar do Grupo 4 – seguido XV de Piracicaba (14 pontos) e Capivariano (13 pontos). Já o Audax continua com 19 pontos, na terceira posição do Grupo 2, atrás da Ponte Preta (24 pontos). Na classificação geral, o Penapolense subiu para 11° lugar, já o Audax continua em 8°.

O Audax volta a campo na sexta-feira (03/04) para enfrentar o XV de Piracicaba, em casa, às 19h30.  Já o Penapolense vai até Campinas enfrentar a Ponte Preta, no domingo (05/04), às 18h30.

Penapolense reage, mas é goleado pelo Corinthians no Itaquerão

crislantimao

Crislan comemora o primeiro gol diante do Corinthians (Foto: Reprodução)

 

Precisando da vitória para se distanciar da zona do rebaixamento, o Penapolense foi até a capital paulista enfrentar o Corinthians pela 12ª rodada do Paulistão. E depois de estar perdendo por 5 a 0, o time de Penápolis reagiu e diminuiu para 5 a 3.

Com um começo de jogo intenso e aproveitando as chances que teve, o Corinthians abriu 4 a 0 ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, o CAP melhorou e o técnico Tite poupou alguns jogadores, foi o suficiente para o Penapolense marcar três gols e se livrar de um vexame maior.

Corinthians domina e abre 4 a 0

A partida começou com o Corinthians dominando a partida e seguindo as instruções de Tite, tratando o jogo como se fosse uma partida de “mata-mata”.  Os toques rápidos e a movimentação logo deram resultado. Aos 9 minutos, Guerrero abriu o placar para o Timão. 2 minutos depois foi a vez do zagueiro Yago subir mais que a zaga e fazer 2 a 0 para o time de Itaquera.

O Penapolense tentou reagir, mas Diego Rosa acertou o travessão e depois a bola pegou na linha.  Na sequência o Corinthians decidiu a partida, Emerson aos 26 minutos e Petros aos 30 fecharam o placar do primeiro tempo, 4 a 0.

Diego Rosa e Sérgio Mota ainda tiveram chances, mas pararam nas mãos de Cássio.

Penapolense esboça reação no final

Na segunda etapa, o Corinthians diminuiu o ritmo e o técnico PC Gusmão mudou o Penapolense que buscou a reação e melhorou no jogo. Mas quem marcou primeiro foi Guerrero, que marcou aos 7 minutos, fazendo 5 a 0 para o Timão.

A reação do CAP começou com Crislan, que ganhou na corrida do zagueiro Yago e tocou por cima do goleiro Cássio, fazendo o primeiro gol do time de Penápolis.  E o camisa 18 apareceu de novo, desta vez, a bola sobrou na grande área e ele bateu de primeira, fazendo o segundo no jogo e o sexto no campeonato.

A reação ainda teve o terceiro gol, de Luiz Gustavo, depois de falta cobrada e desvio dentro da pequena área, a bola sobrou para o zagueiro fazer o terceiro do time de Penápolis, evitando um vexame maior.

Próximo jogo e Classificação

Já classificado para a próxima fase, o Corinthians chegou aos 32 pontos e é líder do Grupo 2 e tem a melhor campanha na classificação geral. Já o Penapolense continua lutando contra o rebaixamento e ao mesmo tempo sonhando com uma vaga na segunda fase – o time de Penápolis tem 12 pontos e é o terceiro no Grupo 4.

Os dois times voltam a campo no domingo, o Corinthians vai até Bragança Paulista enfrentar o Bragantino às 16h00. Já o Penapolense recebe o Audax Osasco em Penápolis, no Tenentão, às 18h30.

Crislan marca e Penapolense vence o Rio Claro

Jogando nesta sexta-feira (20), o Penapolense venceu o Rio Claro, no Tenentão, por 1 a 0, com gol de Crislan. Com o resultado, o CAP ultrapassou o time de Rio Claro e se distanciou da zona do rebaixamento. A vitória ainda coloca o time de Penápolis na disputa com o XV de Piracicaba e Capivariano por uma vaga na segunda-fase do Paulistão.

Sem chances

O Penapolense tentou tomar conta do jogo e fazer valer o mando de campo, mas esbarrava no time do Rio Claro que jogava fechado e buscava criar chances em contra-ataques.

Enquanto o time de Penápolis tocava a bola buscando um espaço, os visitantes tentavam apenas se defender, manter o bloqueio na zaga e não deixar os donos da casa chegarem perto do gol.

Abusando dos passes errados, Guaru pelo lado do Rio Claro e Sérgio Mota do lado do CAP foram inoperantes e não conseguiram fazer os times concluírem a gol, sem nenhuma chance clara.

A melhor chance do Penapolense aconteceu depois de bom lance de Diego Rosa que cruzou para Léo Melo que dentro da pequena área, bateu alto, longe do gol. Pelo lado do Rio Claro, uma cobrança de falta de Gilberto obrigou Samuel Pires a fazer boa defesa.

Na saída para o intervalo, a torcida que compareceu ao estádio Tenente Carriço vaiou o time do técnico PC Gusmão.

Crislan entra e decide (de novo)

No segundo tempo, PC Gusmão voltou com Rafael Costa e Crislan nos lugares de Fernando e Léo Melo. E a substituição deu resultado logo aos 7 minutos, depois de lançamento de Rafael Costa, Crislan ganhou dos zagueiros e bateu forte, sem chance para o goleiro adversário, fazendo 1 a 0 para o Penapolense.

Depois do gol, o Rio Claro partiu para o ataque e o Penapolense se defendeu como pode.

No final da partida, o CAP viu o Rio Claro tentar empatar, mas tirando um lance com Macena que bateu por cima do gol de Samuel Pires, o time visitante criou poucas chances claras de empatar a partida.

Próxima partida e Classificação

Com a vitória, o Penapolense chegou aos 12 pontos e assumiu a 3ª posição no Grupo 4. Na classificação geral, o time de Penápolis ultrapassou o Rio Claro – que continua com 11 pontos.

Na próxima rodada, o Rio Claro recebe o XV de Piracicaba, na próxima terça-feira, às 19h30. Já o CAP vai até a capital enfrentar o Corinthians na Arena Corinthians, na quinta-feira, às 19h30.

Fora de casa, Penapolense perde para o Botafogo e se complica no Paulistão

Jogando em Ribeirão Preto, o Botafogo fez valer o mando de campo e venceu o Penapolense por 2 a 0, com gols de Eli Sabiá e Zé Roberto. Com o placar, o Botafogo abriu 5 pontos para a Portuguesa e está perto de garantir uma das vagas na Série D do Brasileiro, já o CAP busca a reabilitação na próxima partida, já que é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

Botafogo domina e abre 2 a 0

O Botafogo jogando em casa fez o dever de casa e venceu o Penapolense – um concorrente direto na busca pela vaga na Série D. O primeiro gol saiu logo no começo da partida, com 3 minutos de jogo, o zagueiro Eli Sabiá aproveitou o escanteio e de cabeça, abriu o placar para o time da casa.

Com um gol logo no começo, o Penapolense teve que mudar seu estilo de jogo, e teve que partir para o ataque em busca do empate, deixando espaços para o time da casa, que perdeu boas chances nos contra-ataques.

Aos 30 minutos veio o castigo, depois de ir todo para o ataque, o Penapolense viu o atacante Henrique sair do campo de defesa e tocar para Zé Roberto, livre, fazer 2 a 0 para o Botafogo.

O técnico PC Gusmão mexeu no CAP ainda no primeiro tempo, colocando Crislan e Rafael Costa, mas o time pouco criou. A principal chance foi um chute de Rafael Costa que parou na boa defesa do goleiro.

CAP tenta, mas Botafogo se segura

Depois do intervalo, o Penapolense voltou diferente e tentava diminuir o placar. A primeira boa chance veio com Rafael Costa, em cobrança de falta. Na sequência, Giancarlo quase fez o terceiro do time de Ribeirão.

Diego Rosa também criou boa chance, mas bateu longe do gol de Renan Costa. Com o passar do tempo, o CAP foi cansando e o Botafogo voltou a dominar e por pouco não ampliou, primeiro com Wesley que parou na defesa de Samuel Pires.

A melhor chance do Penapolense no jogo aconteceu aos 35 minutos, quando Léo Melo bateu e a bola passou pelo goleiro, mas Roniery salvou em cima da linha. Depois do lance, o time de Penápolis tentou, mas não tirou o zero do placar.

Próxima rodada e Classificação

O Penapolense volta a campo na próxima sexta-feira (20), diante do Rio Claro, em casa, no Estádio Tenente Carriço. Já o Botafogo vai até Campinas enfrentar o Red Bull Brasil. O time de Penápolis é o quarto colocado no Grupo 4 com 9 pontos, já o Botafogo é o vice-líder do Grupo 3, com 15 pontos. Na classificação geral, o Fogo é o 8°, já o Penapolense é o 16°.