Penapolense segura o Bragantino e empata fora de casa

bragantino.JPG

Penapolense e Bragantino ficam no empate no Nabizão (Foto: Divulgação/C.A Bragantino)

Jogando em casa, o Bragantino bem que tentou, mas acabou empatando em 2 a 2 com o Penapolense. Um tempo para equipe, foi assim o jogo no Nabizão, pela terceira rodada da Série A2 do Campeonato Paulista. Apesar do resultado, o Braga continua no G8, enquanto que o CAP se mantém no Z6 e ainda busca a primeira vitória na competição.

Penapolense começa melhor

Depois de duas derrotas, o Penapolense começou a partida em busca dos três pontos. Em menos de dez minutos, já tinha criado 3 chances de abrir o placar.

O gol do CAP que já estava maduro, saiu aos 13 minutos com Rodrigo Souto, que de cabeça aproveitou o escanteio e fez 1 a 0 para o time de Penápolis.

A resposta do Bragantino foi imediata, aos 22 minutos, Bruno Pacheco cruzou para Jobinho que ajeitou e bateu forte, sem chances para Samuel Pires, e empatou a partida.

Quando o time da casa estava perto de virar a partida, o Penapolense aprontou de novo, aos 26 minutos, Fio apareceu bem e desviou de cabeça, fazendo 2 a 1 para os visitantes.

Com o placar favorável e a lesão de Luizinho Melo, Paulinho Kobayashi trocou o meia pelo zagueiro Zelão, para tentar segurar o placar.

Bragantino consegue o empate

Com algumas alterações, o Bragantino voltou melhor e teve mais posse de bola em busca do gol de empate.

E o empate veio aos 10 minutos, depois de um pênalti, quando a bola bateu no braço do defensor capeano. Lincom bateu e empatou a partida.

Depois de empatar, o Bragantino foi para cima e o Penapolense se segurou como pode. O destaque foi Samuel Pires que fez boas defesas e garantiu o primeiro ponto na Série A2 para o CAP.

Próximos jogos

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira (10), o Penapolense recebe o São Caetano, no Tenentão. Enquanto isso, o Bragantino vai até Campinas enfrentar o Guarani, no Brinco de Ouro.

Anúncios

Confira o que mudou na Série A2 do Paulistão para 2016

A edição do Campeonato Paulista – Série A2 passará por mudanças no regulamento a partir de 2016, isso foi definido no arbitral que aconteceu na semana passada na sede da Federação Paulista de Futebol, com votação da maioria dos clubes sobre as mudanças.

A primeira mudança significativa é o número de acesso, se até 2015 eram 4 clubes que garantiam o acesso, ano que vem serão apenas 2. Além disso, o número de rebaixados sobe de 4 para 6, aumentando a preocupação dos clubes menores.

Outra mudança foi na fórmula de disputa, saem os pontos corridos e volta o “mata-mata”- a primeira fase será em turno único, com 19 rodadas, os 8 melhores se classificam para as oitavas, depois quartas e semis, os dois finalistas estarão na Série A1 em 2017. As quartas e semifinais serão disputadas em duas partidas, já a final será partida única (no dia 8 de maio).

O que continua igual é o limite de 28 jogadores inscritos por equipe (25 jogadores de linha e três goleiros). O prazo para inscrição é no dia 4 de março, ou seja, antes da décima rodada.

O calendário dos jogos só deverá ser divulgado em dezembro, um mês antes do inicio da competição.

Outra mudança que segue o que foi definido na Série A1 é que os técnicos só poderão trabalhar em um clube daquela divisão, evitando a troca de técnicos dentro da mesma série.

Dezenove clubes estão confirmados na Série A2 em 2016, 11 já disputaram a competição em 2015 (Atlético Sorocaba, Batatais, Guarani, Independente, Monte Azul, Paulista, Rio Branco, Santo André, São Caetano, União Barbarense e Velo Clube); quatro foram rebaixados da elite (Bragantino, Marília, Penapolense e Portuguesa) e quatro clubes que conseguiram o acesso (Barretos, Juventus, Taubaté e Votuporanguense).

A última vaga está entre Mirassol e Água Santa – o time de Diadema conseguiu o acesso, mas está com problemas em seu estádio e pode ficar de fora por não ter o número mínimo de lugares para receber jogos da Série A1 e assim pode continuar na Série A2, se não entregar os laudos necessários para a Federação.

Penapolense acaba com a empolgação do Mirassol e está mais perto da Série D

Neste sábado, o Penapolense foi até Mirassol enfrentar o time da casa – que vinha embalado depois de fazer 6 a 2 no Palmeiras na última rodada. Mas quem deu as “cartas” no confronto foi o time visitante, que venceu por 1 a 0, gol do atacante Magrão – que entrou no lugar de Val Baiano.

Os dois times não foram bem, o Mirassol conseguiu criar poucas chances, parando no bom desempenho da zaga do Penapolense, que por sua vez, tocava a bola no meio campo e parecia feliz com o empate fora de casa.

E durante o primeiro tempo, apenas duas chances claras de gol, uma para cada lado. O Penapolense assustou primeiro com Liel, que bateu por cobertura e viu a bola passar perto do travessão. O Mirassol respondeu em cobrança de falta que deu trabalho para Roni – que mais uma vez foi o substituto do titular Marcelo.

No segundo tempo, o Penapolense resolveu buscar os 3 pontos e foi para o ataque, e a mudança deu resultado, aos 13 minutos, o CAP teve um gol anulado por impedimento. Mesmo com o gol invalidado o time continuou pressionando e não demorou para abrir o placar, aos 27 minutos, Rodrigo Biro cruzou da esquerda e Magrão tocou para o fundo do gol, fazendo 1 a 0 para o Penapolense.

Apesar de estar vencendo, o time de Penápolis continuava atacando enquanto o time da casa jogava fechado e esperando um contra-ataque. O CAP ainda teve um segundo gol anulado, quando Magrão recebeu dentro da área e chutou sem chances para Emerson, mas novamente foi marcada posição irregular.

No final da partida, o Mirassol se lançou ao ataque em busca do empate, porém, o time visitante conseguiu armar bem sua zaga, impedindo que o time da casa criasse boas chances.

No próximo sábado, o Penapolense recebeu o lanterna Guarani às 16h, no Tenente Carriço, em Penápolis. Só lembrando que a entrada para esse jogo será 2 embalagens de garrafa pet que poderão ser trocadas por ingressos.

Fora de casa, Penapolense é derrotado pelo Bragantino

Em uma partida com muitos gols, o Penapolense foi derrotado pelo Bragantino por 3 a 2, neste sábado. Com o resultado, o Penapolense perdeu a 9ª posição para o próprio Bragantino, que chegou aos 17 pontos, contra 16 do time de Penápolis – que agora é o 10º colocado.

O jogo começou com as duas equipes marcando bem no meio campo, sem criar muitas chances claras, apesar da forte marcação, as melhores chances foram do Bragantino. E a pressão do time da casa deu resultado aos 21 minutos de jogo, quando Serginho escapou pela e cruzou para Léo Jaime bater sem chances para o goleiro Marcelo, fazendo 1 a 0 para o Braga.

Depois dos 30 minutos, a situação se inverteu e foi a vez do Penapolense dominar e criar as melhores chances, e nessa pressão, o time chegou ao empate aos 42 minutos, quando Rodrigo Biro tabelou e bateu de fora da área sem chances para goleiro, empatando o jogo em 1 a 1.

No segundo tempo, o Penapolense continuou melhor – como no final do primeiro tempo – e quando pressionava mais o time da casa, acabou levando um gol num contra ataque. Serginho lançou Magno que ajeitou de peito e deixou Léo Jaime na cara do gol, para mais uma vez colocar o Bragantino na frente e marcar seu 7º gol no campeonato.

Depois do gol do time da casa, o jogo ficou aberto com boas chances para as duas equipes, e aos 24 minutos, Silvinho aproveitou um desvio e de primeira empatou novamente a partida.

Mas só 2 minutos depois, o Bragantino conseguiu o gol da vitória. Serginho bateu de fora da área depois de um rebote, a bola desviou em Jaílton e acabou indo parar no fundo das redes, dando números finais à partida. No fim do jogo, o Penapolense quase chegou ao empate, mas parou na retranca do time casa.

A próxima partida do Penapolense é na quarta-feira, às 19h30, contra o Linense, fora de casa. O confronto é mais um dos “jogos de seis pontos” na busca por uma vaga na Série D e também nas quartas-de-final do Paulistão.