Debaixo de muita chuva, Penapolense e Guarani ficam no 1 a 1

Neste domingo (19), Penapolense e Guarani se enfrentaram no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas pela 11ª rodada do Campeonato Paulista – Série A2. Sonhando com o G4, os dois times acabaram atrapalhados pelo gramado encharcado e ficaram no empate em 1 a 1; Léo Carvalho marcou para o Penapolense, enquanto Eliandro descontou para o time da casa.

Com o resultado, o Penapolense está no 7º lugar com 17 pontos, já o Guarani ficou em 8º com 16.

Muita chuva e poucas chances

Com a chuva forte e o gramado com muitas poças, Penapolense e Guarani entraram em campo em busca dos três pontos para ficar mais próximo do G4 e podendo sonhar com o retorno para a elite do Paulistão.

O primeiro grande lance aconteceu aos 31 minutos, depois de boa cabeçada de Nazário, que passou perto do gol de Samuel Pires.

Os dois times continuaram tanto, mas a chuva atrapalhava o jogo e não deixava a bola rolar.

Gols e boas chances

Depois de um primeiro tempo sem grandes chances, o Guarani começou pressionando em ótima jogada de Bruno Nazário.

O Penapolense acordou e abriu o placar com Léo Carvalho, de falta. O jogador bateu falta e ninguém desviou, matando o goleiro e fazendo 1 a 0 para o CAP.

Buscando o empate, o Guarani foi para o ataque, mas parou no goleiro Samuel, que fez ótimas defesas.

Aos 17 minutos, lance polêmico para o Bugre, os jogadores pediram um pênalti depois de um bate e rebate dentro da área do CAP. O juiz mandou seguir.

O empate do time da casa saiu aos 31 minutos, depois de passe de Fumagalli, Eliandro driblou o zagueiro e bateu sem chance para Samuel, fazendo 1 a 1.

Depois do gol, o Penapolense tentou segurar a partida, enquanto o Bugre se animou e por pouco não saiu com a vitória. Aos 50 minutos, Gilton bateu forte e acertou o travessão do goleiro Samuel.

Próximos jogos

O Guarani volta a campo na próxima quarta-feira (22), às 20h00, diante do Velo Clube, em casa. Já o Penapolense enfrenta o Rio Preto, às 20h00, no Tenentão, em Penápolis.

 

Anúncios

De virada, Penapolense perde para a Ponte Preta

Ponte vira pra cima do Penapolense (Foto: Ponte Press)

Em Campinas, Ponte Preta vira para cima do Penapolense e vence por 2 a 1 (Foto: Ponte Press)

Jogando no Moisés Lucarelli, o Penapolense tentava quebrar a escrita e vencer a Ponte Preta pela primeira vez na história. O time de Penápolis saiu na frente, mas tomou a virada do time campineiro no segundo tempo, fazendo 2 a 1.

O Penapolense saiu na frente aos 26 minutos do primeiro tempo, Crislan chegou aos 9 gols e assumiu a artilharia isolada do Paulistão. No segundo tempo, a Ponte voltou disposta a vencer e empatou com Roni e virou com Wellington.

Ponte domina, mas CAP sai na frente

Precisando da vitória, o Penapolense começou o jogo fechado e buscando o contra-ataque, enquanto isso, a Ponte Preta tentava atacar, mas esbarrava na forte marcação do time visitante.

A primeira chance foi do time da casa, Renato Cajá cruzou e por pouco o atacante Biro-Biro não alcançou.

Novamente com Renato Cajá, a Ponte acertou a trave depois de cobrança de falta do camisa 10, assustando o goleiro Samuel Pires.

Quando chegou, o Penapolense abriu o placar. Depois de boa jogada de Ronaldo Mendes, a bola sobrou pra Sérgio Mota que ajeitou para Crislan fazer 1 a 0 com a ajuda do goleiro João Carlos.

Antes do fim do primeiro tempo, Renato Cajá mais uma vez assustou Samuel Pires, que fez ótima defesa.

Roni e Wellington comandam a virada da Ponte

No começo da segunda etapa, a Ponte mostrou que o bate papo no intervalo e a entrada de Adrianinho dariam resultado. Logo aos 3 minutos, Rodinei tabelou com Roni, que bateu na saída de Samuel Pires e empatou a partida.

Com o empate, a Ponte Preta cresceu e continuou buscando a virada, enquanto isso, o CAP buscava o contra-ataque para resolver a partida.

Aos 33 minutos, Juninho lançou Roni que cruzou para Wellington que chegou antes do zagueiro e bateu sem chance para o goleiro, virando a partida.

No final da partida, quase o Penapolense empata, com chute de longe de Fernando, que queimou na mão de João Carlos, e por pouco não foi parar no fundo do gol.

Nos acréscimos, Arnaldo cruzou e Crislan furou, na sobra, Rafael Costa saiu de frente com o goleiro, que fez ótima defesa e garantiu a vitória.

Classificação e Próximo Jogo

Com essa vitória, a Ponte chegou aos 27 pontos e é vice-líder do Grupo B. A partida das quartas-de-final já está decidida e será contra o Corinthians na Arena Corinthians. A última partida da equipe será na quarta-feira, diante do Capivariano.

Já o Penapolense continua brigando com o XV de Piracicaba por uma vaga na próxima fase, pelo Grupo D, para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro. O CAP é o terceiro colocado com 15 pontos, 2 a menos que o time de Piracicaba. O time de Penápolis ainda corre o risco de rebaixamento, já que Linense, Portuguesa e Capivariano tem 13 pontos, 2 a menos. Na última rodada, o time de Penápolis recebe o São Bento, no Tenentão.

Penapolense é derrotado pela Ponte Preta por 4 a 2 e fica com o vice-campeonato do Interior

Neste sábado, o Penapolense foi até Campinas enfrentar a Ponte Preta em busca do título do interior. Depois de empatar em casa sem gols, o time de Penápolis precisava vencer atuando no Moisés Lucarelli, fato que só aconteceu duas vezes neste Paulistão – contra o Palmeiras na 1ª fase e contra o Corinthians nas Quartas-de-Final.  O time que fazia sua estreia na elite acabou derrotado por 4 a 2 e ficou com o vice-campeonato do interior e ainda pode garantir vaga na Copa do Brasil do próximo ano.

O jogo começou com a Ponte Preta indo para o ataque com o apoio da torcida, e aos 5 minutos de jogo, Chiquinho abriu o placar depois de aproveitar uma bola que sobrou dentro da área. Depois do gol, a Ponte continuou aproveitando os lances rápidos pelas pontas com Chiquinho e Rildo, já o Penapolense saiu ainda mais para o jogo e chegou a criar boas chances com Geuvânio e Fio, mas Edson Bastos fez boas defesas.

Aos 30 minutos, o jogo começou a mudar, Fernando foi expulso depois de cometer falta em Ramírez aos 28 e em Rildo aos 30. Com um homem a mais em campo, a Ponte dominou o jogo.

8 minutos depois da expulsão, Ramirez lançou Rildo, que cruzou da direta para o atacante William faz 2 a 0 para a Macaca. O time do Penapolense reclamou muito depois do gol, pedindo jogada perigosa de Alef no lance que originou o gol.

3 minutos depois, Perez apoiou em William e o juiz marcou pênalti, na cobrança, o próprio William fez 3 a 0 para o time da casa.

Depois do intervalo, o Penapolense voltou com duas mudanças: Samuel no lugar do goleiro Marcelo que se lesionou e  Biro no lugar de Neto que já tinha o cartão amarelo.

Com 11 contra 10, o time da Ponte continuava a comandar o jogo e foi em busca do 4º gol, que saiu com Adrianinho, que viu Samuel adiantado e bateu de fora da área, marcando um golaço.

No final do jogo, o Penapolense conseguiu descontar duas vezes, primeiro com Anderson Carvalho que completou cruzamento de Magrão aos 35 minutos. Aos 48 do segundo tempo, Ramírez derrubou Magrão dentro da área, na cobrança, Guaru fez o 10º gol dele no Paulistão e o último com a camisa do CAP, já que ele está de saída para o Fortaleza.

O próximo jogo oficial do time será dia 2 de junho, diante do Metropolitano-SC, pela Série D do Brasileirão.

Penapolense não sai do 0 a 0 com a Ponte Preta no Tenentão

Mesmo apresentando um melhor futebol, o Penapolense não conseguiu vencer a primeira partida da final do Torneio do Interior, diante da Ponte Preta. A partida terminou com um 0 a 0 no placar.

Atuando em casa, o Penapolense tomou a iniciativa do jogo, no primeiro tempo, o time foi para cima em busca do gol, deixando a Ponte recuada no seu campo de defesa. Porém as chances só apareciam nas bola paradas.  Uendel salvou uma chance em cima da linha, pouco depois foi a vez da Ponte assustar com Ramírez que bateu por cima do gol de Marcelo. A última chance do 1º tempo foi do Penapolense com Guaru cobrando falta.

No segundo tempo, o Penapolense continuou pressionando e dessa vez, o time criou várias chances de abrir o placar. A primeira logo aos 3 minutos, depois de cruzamento de Alessandro. Depois foi a vez de Fio cruzar e Geuvânio, embaixo da trave, mandar a bola por cima do gol.

Depois do gol perdido, Geuvânio tentou corrigir e bateu bem em outra chance, mas a bola não entrou. A Ponte continuava assistindo o Penapolense jogar e não esboçava nenhuma reação. Em outra boa chance do time da casa, Magrão cabeceou a queima-roupa e Edson Bastos mais uma vez salvou o time campineiro.

Nos minutos finais, o Penapolense buscava o gol nas jogadas aéreas com Magrão, que acertou o travessão de Edson Bastos antes do apito final.

Com o resultado, um empate em Campinas no próximo sábado leva a decisão para os pênaltis, e quem vencer será o campeão do Interior.

A partida será no próximo sábado, às 18h30, no estádio Moisés Lucarelli, com a promoção de ingresso a 5 reais.

Penapolense vence o Guarani e está a 3 pontos da Série D e das Quartas de Final

O Penapolense chegou ao 5º jogo sem derrota nessa reta final de Paulistão e a “vítima” deste sábado foi o Guarani – que com a derrota está virtualmente rebaixado. O placar foi 3 a 0 para o time de casa, com gols de Guaru (2) e Wellysson (contra). Se o time de Penápolis não perde a 5 jogos, o de Campinas não ganha a 9 rodadas – a última vitória foi há dois meses, contra o São Caetano, por 3 a 1.

O jogo começou com o time da casa criando boas chances com Magrão e Rodrigo Biro. O Guarani só conseguiu assustar o time da casa aos 13 minutos, em lance de Erik. Depois disso, o Penapolense tomou conta do jogo, mas se complicava com as poças de água no gramado.

A história do jogo começou a ser mudada aos 30 minutos, quando Silvinho ganhou na corrida do zagueiro Cássio e foi derrubado dentro da área. O juiz marcou pênalti, Guaru cobrou e fez 1 a 0 para o time de casa. Antes do apito para o final do primeiro tempo, o Penapolense quase fez o segundo, com Silvinho.

No segundo tempo, o Guarani decidiu ir em busca do empate e deu espaços para o Penapolense jogar no contra-ataque, e foi assim que as 14 minutos, Silvinho ganhou na velocidade e bateu para defesa do goleiro Renan, mas na sobra, Guaru chutou para o gol vazio, fazendo 2 a 0 para o Penapolense.

Logo depois do gol, o Guarani chegou a pressionar com Cadu, mas o Penapolense conseguiu segurar o time de Campinas e só administrou o resultado e “abusou” de perder gols com Magrão – que perdeu pelo menos duas chances claras.

No final da partida, aos 43 minutos, Fio cruzou e o zagueiro Wellyson chegou antes de Sérgio Mota e deu números finais aos jogo, fazendo 3 a 0 para o time de Penápolis – que na sua primeira participação na elite estadual está perto de chegar no “mata-mata”.

Com a vitória, o Penapolense chegou aos 27 pontos e é o 8º colocado, com 3 pontos a mais que o Bragantino (9º). Já o Guarani continua com 10 pontos e ocupa a última posição (20º) da competição.

Na próxima rodada, o Penapolense recebe o São Caetano – outro clube ameaçado pelo rebaixamento – enquanto o Guarani vai enfrentar o Palmeiras no Pacaembu e pode ser matematicamente rebaixado.

Fora de casa, Penapolense perde para a Ponte Preta

O Penapolense buscava a 3ª vitória seguida para assumir a liderança provisória do Paulistão 2013, mas acabou sendo derrotado pela Ponte Preta por 2 a 0. Com o resultado, a Ponte assumiu a liderança provisória, com 13 pontos, enquanto isso, o CAP ficou em 4º lugar com nove pontos.

O jogo começou com as duas equipes correndo muito e buscando abrir o placar logo no começo da partida. Guarú e Silvinho foram os principais nomes do time na primeira etapa, Ramírez e William deram trabalho para os zagueiros de Penápolis. Mas o placar no primeiro tempo ficou mesmo em 0 a 0.

No segundo tempo, a Ponte Preta voltou melhor e pressionou mais, já que o Penapolense foi ao ataque e deixou espaços para o time da casa. E os resultados desses espaços surgiram aos 15 minutos, depois de cobrança de falta, William subiu, antecipou o goleiro Marcelo e fez 1 a 0 para a Macaca. O segundo gol foi aos 32 minutos, uma boa jogada entre Alemão e Diego Rosa que haviam acabado de entrar terminou com um belo chute do meia, fazendo 2 a 0.

Na próxima rodada, o Penapolense recebe o União Barbarense, no Tenente Carriço, às 5 da tarde.