Depois do luto, Penapolense é goleado em casa pelo XV de Piracicaba

andré cunha.jpg

André Cunha foi um dos destaques do XV diante do CAP (Foto: Divulgação/XV de Piracicaba)

Jogando em casa neste sábado (12), o Penapolense recebeu o XV de Piracicaba pela 8ª rodada da Copa Paulista e acabou goleado em casa por 5 a 0. Para o time visitante marcaram André Cunha, Tito, Bruninho, Rafael e Hugo. O time de Penápolis fez o primeiro jogo depois da tragédia com seu treinador, Claudemir Peixoto, que perdeu seus dois filhos depois de um acidente automobilístico.
Apresar da derrota, o CAP continua na 4ª posição, com 7 pontos, já o XV chegou aos 16 pontos e é o líder isolado do Grupo A da Copa Paulista.
Na entrada em campo, os jogadores do Penapolense fizeram uma homenagem ao treinador e entraram em campo com camisas com as fotos dos filhos do treinador e uma faixa com os dizeres: “Que Deus seja capaz de transformar a dor da perda em uma saudade serena”. Além disso, o treinador foi abraçado por todos os jogadores antes do apito inicial e ficou bastante emocionado na hora que foi respeitado um minuto de silêncio.

CAP começa perdido e XV abre 3 a 0
Jogando em casa, o Penapolense não conseguiu segurar a pressão do XV. Os destaques do time de Piracicaba no começo do jogo eram André Cunha e Crystian, dois jogadores que estavam no CAP no Paulistão da Série A2. E esse entrosamento que vinha desde a época que atuavam com a camisa do Penapolense deu resultado aos 6 minutos, depois de boa jogada da dupla, Crystian cruzou e encontrou Hugo sozinho, para abrir o placar para o XV.
Aos 16 minutos, apareceu a “Lei do Ex”, a bola foi rebatida pela zaga do CAP e na sobra, André Cunha marcou um belo gol, de primeira, acertando o ângulo do goleiro capeano.
Buscando a reação, o CAP conseguiu um penalti, depois que Caxito foi derrubado na área por Hugo. Na cobrança, Dimba bateu mal e viu o goleiro Matheus fazer boa defesa e evitar o gol do time da casa.
Depois do penalti perdido, o CAP sentiu o golpe e viu o XV fazer o 3º gol ainda no primeiro tempo. Aos 36 minutos, Rafael Gomes aproveitou o cruzamento de Samuel e de carrinho, fez 3 a 0 para o time visitante dentro do Tenentão quase vazio, com apenas 226 pagantes.

XV amplia e CAP não reage
Depois de um primeiro tempo muito superior, o XV não diminuiu o ritmo e foi em busca de mais gols. Já o CAP buscava reagir e buscava neutralizar a pressão do XV.
Mas o time visitante foi mais eficiente, aos 18 minutos, Tito aproveitou a falha da zaga do CAP e bateu forte para fazer o quarto gol do XV em Penápolis. No final do jogo, Bruninho aproveitou bem o espaço e puxou contra-ataque, driblou o goleiro e matou o jogo com o quinto gol, dando números finais à partida.

Próximos jogos
O Penapolense volta a campo no próximo sábado (19), quando vai até Bauru enfrentar o Noroeste, às 16h, pela 9ª rodada. Já o XV está de folga e só volta a campo no dia 26 de agosto, para enfrentar o Noroeste, em casa, pela 10ª rodada da Copa Paulista.

Em casa, Penapolense vence Mirassol e entra no G4 da Copa Paulista

cap e mirassol.jpg

O Penapolense conseguiu a primeira vitória na Copa Paulista diante do Mirassol (Foto: Júnior Reche/CA Penapolense)

Neste sábado (15), o Penapolense recebeu o Mirassol pela terceira rodada da Copa Paulista. E o time da casa venceu por 2 a 1 e garantiu a primeira vitória na competição. O jogo foi muito disputado e o CAP sofreu para garantir os primeiros três pontos na Copa Paulista.  E com a má fase da equipe, apenas 204 pagantes estavam presentes no Tenentão para acompanhar a vitória.

Com os três pontos, o time de Penápolis agora soma quatro pontos e está em 4º lugar no Grupo 1. Já o Mirassol continua com três pontos e está em 5º lugar.

Boas chances e 1 a 1 no placar

Buscando a primeira vitória, o Penapolense começou pressionando e abriu o placar logo aos 2 minutos de jogo. Carlinhos aproveitou a indefinição da zaga do Mirassol e deixou o CAP na frente, fazendo 1 a 0.

Mesmo em vantagem, o CAP continuou pressionando e aos 23 minutos, Caxito saiu na cara do gol, mas parou na boa defesa do goleiro adversário.

E quatro minutos depois valeu a máxima de que “quem não faz, toma”.  E o zagueiro Danilo Boza conseguiu o empata para o Mirassol.

Depois do gol, o Penapolense foi para o ataque e viu Luiz Henrique entrar na grande área e pecar na hora de bater para o gol. Ainda antes do intervalo, Paulinho bateu de fora da área e por pouco não marcou um belo gol para o time da casa.

CAP sofre, mas garante primeira vitória

Depois do intervalo, o Mirassol voltou melhor e por pouco não virou a partida. A primeira chance foi com João Ferez, que bateu bem e viu o goleiro Cleyton salvar o time da casa.

Aproveitando o melhor momento no jogo, o time visitante quase marcou de novo aos 16 minutos com Rafael Santos, que perdeu ótima chance de gol.

O CAP acordou no jogo e viu Caxito perder ótima chance aos 28 minutos, depois de belo passe de Paulinho, o atacante tocou na saída do goleiro, mas a bola foi para fora.

Aos 39 minutos, quando o empate já parecia certo, Douglas apareceu e marcou 2 a 1 para o Penapolense.

Depois do gol, o Mirassol partiu com tudo para o ataque e viu Luís Oyama bater forte e passar perto do gol de Cleyton.

Próximos jogos

O Penapolense volta a campo na próxima quarta-feira (19), às 20 horas, no Gilbertão em Lins, diante do time da casa. Já o Mirassol recebe o XV de Piracicaba, na terça (18), às 20 horas, no Maião.

Penapolense empata com o Noroeste e segue sem vencer na Copa Paulista

dimba final.jpg

Dimba marcou o gol do Penapolense que empatou em casa (Foto: Júnior Reche/CA Penapolense)

Neste sábado (08), o Penapolense recebeu o Noroeste e acabou saindo de campo apenas com um empate em 1 a 1 pela segunda rodada da Copa Paulista. Os dois times criaram poucas chances e acabaram ficando sem os três pontos nessa segunda rodada. Com o empate, os dois times continuam sem vitória na competição. O time de Bauru chegou ao segundo empate, já o time de Penápolis conquistou o primeiro ponto na Copinha.

Pênalti polêmico coloca o CAP na frente

O Penapolense fez valer o fato de jogar em casa e ainda aproveitou a distração do Noroeste para pressionar nos primeiros minutos de jogo. E foi nessa pressão que surgiu o primeiro gol da partida. Num lance polêmico, a bola bateu na mão do zagueiro do Noroeste e o árbitro marcou pênalti para o CAP.  Na cobrança, Dimba abriu o marcador e fez 1 a 0 para o time da casa.

Mas a vantagem durou apenas 7 minutos, Rodrigo Tiuí, que fazia sua reestreia pelo time de Bauru, aproveitou cruzamento de Ítalo e só completou para empatar a partida, depois de falha da zaga capeana.

Pouca emoção e jejum de vitórias

Depois do intervalo, o CAP voltou buscando a vitória, mas esbarrava na boa marcação do Noroeste. Apesar de estar jogando fora de casa, as melhores chances foram do Norusca, que assustou o goleiro do time da casa e por pouco não virou a partida.

Com muita vontade e poucas chances, os dois times acabaram pecando na hora de acertar o gol, o resultado foi o empate com sabor de derrota para as duas equipes.

Próximos jogos

O Penapolense volta a campo no próximo sábado (15), às 18h30, para enfrentar o Mirassol, jogando em Penápolis, no Tenentão. Já o Noroeste recebe o XV de Piracicaba, no sábado, às 16 horas.

Penapolense apresenta dois reforços para a Copa Paulista

cap.jpg

Penapolense treina no Tenentão para vencer a primeira partida na Copa Paulista (Foto: Silas Reche/CA Penapolense)

Depois de estrear com derrota na estreia da competição diante do XV de Piracicaba, fora de casa, o Penapolense anunciou mais dois reforços para a sequência da competição.

Os dois novos jogadores são o lateral esquerdo Adriano (ex-Cascavel/PR) e Paulinho (ex-Batatais/SP). Novos jogadores devem ser anunciados nos próximos dias pelo presidente do clube Luís Gomes Mariano.

Pensando na segunda rodada, o treinador Claudemir Peixoto comandou o treinamento para a partida no próximo sábado (8), diante do Noroeste, no Tenentão, às 18h30.

Love brilha e Penapolense goleia o Mogi Mirim

mogixcap

CAP goleou fora de casa e agora voltou ao G4 ( Foto: Marcelo Gotti/Mogi Mirim EC)

Jogando fora de casa, o Penapolense venceu e convenceu e goleou o Mogi Mirim por 4 a 0, com gols de Fio, Leandro Love e Carlinhos em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2.

Com a vitória, o CAP chegou aos 23 pontos e agora ocupa a 3ª posição e dorme no G4, já o time da casa ficou com 11 pontos e é o vice lanterna da competição, à frente apenas do União Barbarense, que tem 7 pontos.

Penapolense domina e abre vantagem

Apesar de jogar fora de casa, o Penapolense partiu para o ataque e contou com o pouco público para dominar a partida logo no início. A primeira chance apareceu aos 3 minutos, Léo Carvalho cruzou e Leandro Love perdeu a primeira chance de gol.

Mas aos 9 minutos, Carlinhos tocou para Crystian, que em belo cruzamento encontrou Fio, que de perna direita fez 1 a 0 para o Penapolense.

Mantendo o bom ritmo de jogo, o time visitante quase ampliou aos 22, quando André Cunha cruzou para Fio, que perdeu grande chance.

O Mogi só acordou depois dos 25 minutos, quando começou a incomodar o goleiro Samuel Pires.

Apesar da melhora, o Mogi sofreu o segundo gol depois de uma boa tabela entre Paulo Vitor e Leandro Love. O meia saiu cara a cara com o goleiro Poti e foi derrubado. Na cobrança do pênalti, Leandro Love bateu com paradinha e fez 2 a 0 para o CAP.

Mogi melhora, mas CAP goleia

Na volta do intervalo, o Penapolense voltou querendo matar o jogo e chegou logo ao terceiro gol. Aos 3 minutos, Juliano ganhou a bola no meio campo e lançou Crystian, o lateral cruzou, a zaga do time da casa bateu cabeça e a bola sobrou para Carlinhos, que bateu sem chances e fez 3 a 0.

A primeira chance do Sapão no jogo apareceu aos 25 do segundo tempo, com Emerson, que acertou o travessão depois de uma cobrança de falta.

Apesar de ter o jogo nas mãos, o CAP ainda aproveitou um vacilo do Mogi Mirim para fazer o 4º com Leandro Love, em um contra-ataque.

Depois do 4º gol, os dois times pouco fizeram e quando chegaram com algum perigo, pararam nos goleiros.

Próximos Jogos

Os dois times voltam a campo no próximo dia 29, quarta-feira, pela 14ª rodada da Série A2. Enquanto o Mogi Mirim recebe o Batatais às 16h, o Penapolense vai até o Canindé enfrentar a Portuguesa, às 20h.

Debaixo de muita chuva, Penapolense e Guarani ficam no 1 a 1

Neste domingo (19), Penapolense e Guarani se enfrentaram no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas pela 11ª rodada do Campeonato Paulista – Série A2. Sonhando com o G4, os dois times acabaram atrapalhados pelo gramado encharcado e ficaram no empate em 1 a 1; Léo Carvalho marcou para o Penapolense, enquanto Eliandro descontou para o time da casa.

Com o resultado, o Penapolense está no 7º lugar com 17 pontos, já o Guarani ficou em 8º com 16.

Muita chuva e poucas chances

Com a chuva forte e o gramado com muitas poças, Penapolense e Guarani entraram em campo em busca dos três pontos para ficar mais próximo do G4 e podendo sonhar com o retorno para a elite do Paulistão.

O primeiro grande lance aconteceu aos 31 minutos, depois de boa cabeçada de Nazário, que passou perto do gol de Samuel Pires.

Os dois times continuaram tanto, mas a chuva atrapalhava o jogo e não deixava a bola rolar.

Gols e boas chances

Depois de um primeiro tempo sem grandes chances, o Guarani começou pressionando em ótima jogada de Bruno Nazário.

O Penapolense acordou e abriu o placar com Léo Carvalho, de falta. O jogador bateu falta e ninguém desviou, matando o goleiro e fazendo 1 a 0 para o CAP.

Buscando o empate, o Guarani foi para o ataque, mas parou no goleiro Samuel, que fez ótimas defesas.

Aos 17 minutos, lance polêmico para o Bugre, os jogadores pediram um pênalti depois de um bate e rebate dentro da área do CAP. O juiz mandou seguir.

O empate do time da casa saiu aos 31 minutos, depois de passe de Fumagalli, Eliandro driblou o zagueiro e bateu sem chance para Samuel, fazendo 1 a 1.

Depois do gol, o Penapolense tentou segurar a partida, enquanto o Bugre se animou e por pouco não saiu com a vitória. Aos 50 minutos, Gilton bateu forte e acertou o travessão do goleiro Samuel.

Próximos jogos

O Guarani volta a campo na próxima quarta-feira (22), às 20h00, diante do Velo Clube, em casa. Já o Penapolense enfrenta o Rio Preto, às 20h00, no Tenentão, em Penápolis.

 

Em casa, Penapolense vence o XV de Piracicaba e entra no G4

17097796_1696065463742284_6164156249897469209_o

Jogando no Tenentão, CAP venceu o XV de Piracicaba por 2 a 0 e chegou ao G4 (Foto: Silas Reche/CA Penapolense)

Jogando no Tenentão, o Penapolense fez o dever de casa e venceu o XV de Piracicaba por 2 a 0, com gols de André Cunha e Thiago Moura. Com o resultado, o time de Penápolis entra no G4, até o confronto entre Batatais e São Caetano, neste domingo, às 16h00.

Com a vitória, o CAP chegou aos 16 pontos e chegou ao 4º lugar, já o XV continua com 11 pontos na 11ª posição.

CAP domina a partida

O time da casa começou bem e dominou o primeiro tempo. Em busca de mais uma vitória, o CAP pressionou o XV e não deixou o time visitante gostar do jogo. E o primeiro gol não demorou para sair. Com quatro minutos, Léo Carvalho cobrou escanteio na cabeça de Thiago Moura, que subiu sozinho e fez 1 a 0 para o time de Penápolis.

Apesar da vantagem, o Penapolense não diminuiu o ritmo e continuo pressionando e por pouco não ampliou com Leandro Love.

O XV chegou com perigo aos 25 minutos, com Marcos Vinicius, que cabeceou forte e parou na ótima defesa de Samuel Pires.

O CAP continuou no ataque e Leandro Love teve outra chance depois de passe de Léo Coelho, mas acabou travado na hora do chute. Na sequência, o Penapolense acertou o travessão depois de uma boa tabela de Altino e Fio, o atacante chutou na saída de Veloso e por pouco não ampliou o placar.

No último lance da primeira etapa, André Cunha apareceu bem, e o XV escapou graças ao desvio da zaga.

 

Penapolense amplia e chega no G4

Apesar do intervalo, o jogo continuou o mesmo, o ataque do Penapolense contra a defesa do XV. Com cinco minutos, André Cunha teve outra ótima chance e só não ampliou graças ao desarme de Clayton. Altino ainda teve boa chance, mas perdeu a chance.

Depois dos 15 minutos, o Penapolense continuava atacando e o XV apenas se defendia. Fio teve ótima chance de fazer o segundo, mas parou em ótima defesa de Veloso. Depois foi Léo Coelho quem perdeu ótima chance.

O XV de Piracicaba teve a melhor chance com Gilsinho, que de fora da área, acertou belo chute e viu Samuel Pires fazer boa defesa.

Pouco depois, André Cunha invadiu a área e foi derrubado por Romarinho. O camisa 10 foi para a cobrança e fez 2 a 0 para o Penapolense.

Com o segundo gol, o XV não conseguiu reagir e viu o time de Penápolis manter a vantagem na partida.

Próximos jogos

O Penapolense volta a campo às 15h no próximo sábado, contra o Água Santa, em Diadema. Já o XV de Piracicaba terá duelo contra o Rio Claro, fora de casa, no domingo, às 16h. As duas partidas valem pela 10ª rodada da Série A2.