Clubes do Nordeste e Sudeste foram maioria na Série D de 2015

A Série D do Campeonato Brasileiro terminou no último sábado com o título do Botafogo de Ribeirão Preto/SP diante do River/PI. A final da competição foi apenas um espelho da divisão de clubes deste ano, na primeira fase foram 40 clubes divididos em 8 grupos de 5 times.

O Nordeste e o Sudeste foram as regiões que mais tiveram clubes na disputa da competição nacional em 2015. Foram 12 nordestinos e 9 clubes do Sudeste – completam a lista 7 times do Norte, 6 do Sul e 6 do Centro Oeste.

Primeira fase da Série D – Nordeste e Sudeste são os destaques

Primeira fase da Série D – Nordeste e Sudeste são os destaques

A divisão fica ainda maior quando se analisa as equipes que passaram para a segunda fase (oitavas de final).  Enquanto Sudeste e Nordeste continuam em destaque, o Centro-Oeste praticamente desaparece nas estatísticas.

Na segunda fase duas coisas chamam atenção, o aproveitamento de 50% dos clubes do Sul – de 6 clubes na primeira fase, 3 se classificaram para as oitavas. E o aproveitamento péssimo dos clubes do Centro-Oeste que de 6 clubes apenas 1 consegue a classificação.

Nordeste e Sudeste ainda continuam dominando a lista dos clubes classificados nesta fase.

Oitavas-de-final – Nordeste e Sudeste continuam com mais representantes

Oitavas-de-final – Nordeste e Sudeste continuam com mais representantes

O cenário começa a mudar nas quartas-de-final, quando o Sul consegue aparecer no mesmo patamar do Sudeste, enquanto isso, o Nordeste começa a ter uma queda considerável. O Centro-Oeste acaba sem representantes nas quartas-de-final da Série D, mostrando a fragilidade de uma região que já teve um número maior de clubes nas principais divisões do Campeonato Brasileiro.

Os clubes do Sul foram os mais eficientes das oitavas, de 3 clubes classificados, 3 garantiram vaga nas quartas, um aproveitamento de 100%. Já o Sudeste caiu de 4 para 3, mas o que mais chamou atenção foi o Nordeste que de 5 representantes ficou com apenas 1, um aproveitamento de 20% apenas. A região Norte ficou também com apenas 1 representante.

Quartas-de-final – Sul aparece bem e Sudeste continua entre os maiores

Quartas-de-final – Sul aparece bem e Sudeste continua entre os maiores

Nas semifinais onde os clubes classificados garantem o acesso para a Série C, temos uma fatia um pouco diferente. As quatro regiões que tinham representantes nas quartas garantiram uma vaga nas semifinais, deixando o cenário mais equilibrado. Apesar do número maior de clubes, Nordeste e Sudeste não conseguiram impor sua dominância numérica diante das outras regiões, e acabaram classificando apenas um representante para a Série C.

Semifinais – Igualdade númerica entre as regiões

Semifinais – Igualdade númerica entre as regiões

Diferente do que acontece na Série A e Série B, os times do Sudeste não conseguem se impor na Série D, dando espaço para clubes das outras regiões. O Nordeste, por exemplo, que possui apenas um clube na Série A é o maior representante na Série D.

O que chama atenção é a regularidade dos clubes do Sul do Brasil, que estão cada vez mais chegando longe nas divisões inferiores e buscando vaga na Série A, o exemplo mais claro dessa “evolução sulista” são os clubes de Santa Catarina, que apesar da classificação ruim, conseguiriam um número representativo na Série A.

Anúncios