Maringá é Tri-Campeã Estadual de Vôlei

Dois jogos contra Cascavel e duas vitórias, foi assim que a equipe maringaense de vôlei se sagrou Campeã Estadual de Vôlei em 2008.

Em um campeonato aonde o time de Maringá não soube o que é perder um jogo sequer a superioridade do atual tricampeão fez toda a diferença.

No 1º jogo da final, realizado na sexta-feira (29) à noite no colégio Regina Mundi. O time maringaense tomou algum sufoco no 2º e 3º set, mas conseguiu vencer por 3 sets a zero, com parciais de 25×16, 26×24 e 25×23. Dando a impressão que o título viria de maneira invicta para a cidade.

No 2º jogo, porém, as coisas mudaram, o time começou ligado e venceu o 1º set até com certa facilidade, 25×17. Já no segundo set, depois de ver um dos pilares, o meio de rede Fernando, que saiu de quadra chorando, devido a uma lesão.

O time acabou perdendo um pouco o foco, mas mesmo assim deu trabalho para a equipe de Cascavel, que só fechou o jogo em 28×26. O 3º set foi um pouco mais tranqüilo para a equipe de Maringá que conseguiu impor seu jogo e venceu por 25×20. O 4º set foi um passeio da equipe da casa, que não tomou conhecimento da equipe de Cascavel e atropelou o adversário com um 25×13. Mostrando que dentro do estado, a força de Maringá é muito grande, e confirmando o rótulo de “potência” estadual, levando o “caneco” pela 3ª vez consecutiva para Maringá.

O grupo de jogadores que estiveram presente nessa conquista: Roosewelt, Andre, Edson, Donavan, Leozão, Everton, Tarcisio, Fernando, Rangel, Leandro, Daniel e Edilson e o técnico foi o Professor Valdemar Silva (Dema)

Para Donavan um dos últimos a chegar ao time, e que em 15 dias com já conquistou seu primeiro título estadual por Maringá, o grupo é legal, e que apesar de pouco tempo o grupo o acolheu muito bem.

“O 2º set a gente deixou de vibrar um pouco, foi o que o Dema falou, vibração a gente teve no 1º set, deixamos cair no 2º e veio uma seqüência grande de erros, e isso atrapalhou um pouco, mas depois a gente entrou no jogo novamente e demos a volta por cima” explicou Donavan.

Outro jogador, Tarcisio, que fez aniversário dia 29, dia do 1º jogo da grande final. “Esse título foi o melhor presente que eu já tive” afirmou o jogador.

Para o técnico Dema, a conquista tem um sabor especial, “Espero que com essa conquista, isso possa mexer com a cabeça de algumas pessoas e que essas pessoas possam estar nos ajudando em termos de Superliga” desabafou o técnico.

“Eu particularmente to apelando pra todo mundo aí, políticos, empresários, pras autoridades, por que só a gente sabe como é difícil conquistar novamente essa vaga, então do nada você perder essa vaga e passar de mão beijada pra outra equipe, isso é complicado” revelou o técnico Dema.

Para você que não pode ir ao jogo no sábado, tive o trabalho de filmar alguns lances do jogo para colocar aqui, vou colocar o link, vale a pena conferir a festa dos campeões e os lances do jogo também.

http://www.youtube.com/watch?v=q4JoQwnI0eo

por Zuba Ortiz

Anúncios

Cimed 3×0 Purity/Cesumar

Jogando no ginásio do Capoeirão em Florianópolis, o time do Cimed venceu o Purity/Cesumar por 3 sets a zero em pouco mais de 1 hora e 40 de jogo. Com o resultado o time de Santa Catarina definirá na última rodada num jogo contra o Tigre/Unisul/Joinville a vaga para a final do 4º torneio da Superliga. Para o time de Maringá ficou a sensação de dever cumprido já que a expectativa era a de não ser rebaixado.

No 1º set, a equipe da casa não tomou conhecimento da equipe visitante e fechou o set em 25×17 em menos de meia hora de jogo.

Já no 2º set, o jogo foi mais equilibrado, mas mais uma vez a equipe catarinense levou a melhor e venceu por 26×24 em 40 minutos de jogo.

O terceiro set também foi equilibrado, mas o time da casa sempre esteve a frente e não deixou a equipe do Purity/Cesumar esboçar qualquer reação, fechando o set em 25×22 e o jogo em 3 sets a zero.

Apesar da derrota, os destaques da equipe maringaense foram Thiagão com 11 pontos, Fernando e Gui com 6 pontos cada um.

Na última rodada a equipe maringaense enfrenta o já rebaixado time de Foz do Iguaçu, no clássico estadual. Já o Cimed enfrenta o Tigre/Unisul por uma vaga na final do 4º torneio.

por Zuba Ortiz

Purity/Cesumar 3×1 Shopping ABC/Santo André

Com a torcida apoiando desde o primeiro set e com 970 pessoas no ginásio Chico Netto, a equipe maringaense do Purity/Cesumar venceu o time do Shopping ABC/ Santo André por 3 sets a 1 em 1 hora e 59 minutos de jogo. A equipe de Santo André está no confronto direto na luta contra o rebaixamento e acabou sendo ultrapassada pela equipe maringaense na classificação geral.

O resultado deu tranqüilidade para a equipe do Purity/Cesumar trabalhar com calma para os próximos jogos, fora de casa contra Bento Gonçalves e Caxias, os dois times foram superados pelo Purity/Cesumar no 1º torneio da Superliga dentro do Chico Netto. Nos últimos jogos o time tem se saído bem, dos 4 jogos seguidos que fez em casa o time conseguiu 3 vitórias contra adversários direto pela luta contra a degola.

No 1º set, o time maringaense demorou pra encontrar seu ritmo de jogo, deixou o time adversário abrir uma vantagem grande, e no final tentou reagir, mas a reação não foi suficiente, e o set acabou em 25×22 para o time do ABC paulista.

O 2º set foi totalmente diferente do 1º, o time de Maringá começou o set encaixando seu jogo desde o começo e não deu a menor possibilidade para a equipe de Santo André reagir, fechando o set em 25×16, o placar refletiu o que foi o set, com imensa superioridade do time da casa.

No 3º set, o time do Purity/Cesumar também imprimiu seu ritmo mas acabou errando bolas bobas, mas nada que preocupasse a torcida, que viu o placar final do 3º set apontar 25×20 para o time da casa.

O 4º set, talvez seja o set mais bem jogado pelo time na Superliga até agora, salvando bolas impossíveis, não errando saques e conseguindo muitos contra-ataques e bloqueios, o time acabou fechando em 25×17. E fazendo 3×1 no jogo, e assim passando a equipe do ABC na classificação geral, agora o time ocupa a 12ª posição entre as 15 equipes que disputam a Superliga Masculina.

Os destaques do time maringaense foram o Gui, que hoje mostrou vontade e raça e foi o maior pontuador da equipe com 18 pontos, outro destaque foi André que recebeu o troféu Viva Vôlei de melhor em quadra e ainda anotou 15 pontos durante a partida.

Na próxima rodada o time maringaense vai até Bento Gonçalves, enfrentar o time da casa, num jogo que pode garantir a permanência na elite do voleibol brasileiro, dependendo dos resultados dos jogos de Foz e São Caetano, que enfrentam respectivamente, Fátima/UCS/Multisul em Caxias do Sul e o Universo/Uptime em Belo Horizonte. Em caso de derrotas das duas equipes e vitoria do time maringaense, as chances de rebaixamento serão quase nulas.

por Zuba Ortiz