Penapolense conhece regulamento e adversários da Série A2 2020

Representantes dos 16 clubes da Série A2 2020 (Foto: Rodrigo Corsi / FPF)

Na última quarta-feira foi definido o regulamento do Campeonato Paulista da Série A2 de 2020. Em reunião realizada na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), representantes dos 16 clubes participaram do Conselho Técnico e definiram o regulamento da disputa do próximo ano.

Fórmula

A fórmula do torneio será o mesmo de 2019, ou seja, 15 rodadas na primeira fase – todos contra todos, com turno único. Os oito melhores passam para as quartas de final e os dois piores são rebaixados para a Série A3. As duas equipes finalistas se classificam para a A1 em 2021, isso se nenhuma dela for o Red Bull Brasil, caso isso aconteça, o terceiro colocado garante a vaga.

Calendário

A Federação Paulista confirmou que a Série A2 começará no dia 22 de janeiro e terminará no dia 25 de abril. As semifinais e finais podem ter VAR (árbitro de vídeo), a confirmação por parte da FPF só virá nos próximos meses.

Transmissão

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, confirmou que o Programa Futebol Sustentável estará presente a partir das quartas de final. Além disso, todas as partidas serão transmitidas nas plataformas do Grupo Globo e no FPF TV no Mycujoo.

Participantes

Caíram da A1: São Caetano, São Bento e Red Bull Brasil; subiram do Série A3: Monte Azul e Osasco Audax. Com isso os 16 participantes serão: Atibaia, Osasco Audax, Juventus, Monte Azul, Penapolense, Portuguesa, Portuguesa Santista, Red Bull Brasil, Rio Claro, São Bento, São Bernardo, São Caetano, Sertãozinho, Taubaté, Votuporanguense e XV de Piracicaba.

Penapolense sofre empate no final e fica no 1-1 com o Juventus

Penapolense sofre empate no final e continua sem vencer na Série A2 (Foto: Silas Reche/CA Penapolense)

Nesta quarta-feira, o Penapolense recebeu o Juventus no Tenentão e acabou ficando no empate em 1-1 pela quarta rodada do Campeonato Paulista da Série A2. O CAP abriu o placar com o atacante Jefferson, mas sofreu o empate no final da partida com gol contra de Franklin. Esse foi o segundo empate seguido do Penapolense, que continua sem vencer e está na vice-lanterna. Já o Juventus chegou aos cinco pontos e está próximo do G8.  

Jefferson coloca o CAP na frente 

O Penapolense começou o jogo tomando a iniciativa em busca da primeira vitória e chegou ao gol logo aos 8 minutos, Jefferson recebeu na entrada da área e bateu forte, sem chances para o goleiro, fazendo 1-0. Depois do gol, o CAP continuou dominando e teve boas chances de ampliar, mas acabou esbarrando nas finalizações. 

O Juventus teve a sua melhor chance nos minutos finais do primeiro tempo, quando Lucas cabeceou e a bola passou rente a trave do goleiro Samuel Pires.  

CAP sofre castigo no final 

No segundo tempo, o Juventus voltou melhor e saiu em busca do empate. O CAP por sua vez se retraiu e apostava nos contra-ataques para matar o jogo. De tanto chamar o adversário para seu campo, o Penapolense teve um jogador expulso e ainda sofreu o gol de empate aos 45 minutos. Depois de boa jogada de Medina, o lateral esquerdo do CAP acabou desviando contra o gol de Samuel Pires, deixando tudo igual em Penápolis.  

Próximo jogo 

No domingo pela quinta rodada, o Penapolense recebe a Portuguesa Santista no Tenentão, às 10 horas. 

Penapolense perde para o Juventus em casa e dá adeus ao sonho da semifinal

Jogando nesta quarta-feira, o Penapolense recebeu o Juventus e acabou derrotado por 1 a 0. Foi o quinto jogo sem vitória do time de Penápolis, além disso, foi a terceira derrota em casa.

Com a derrota, o time de Penápolis ficou com 19 pontos, na nona colocação. Já o Juventus chegou aos 13 pontos e se livrou da chance de rebaixamento.

CAP pressiona, mas cria poucas chances

Jogando em casa e ainda sonhando com a vaga na semifinal, o Penapolense começou a partida pressionando o Juventus, mas esbarrou na zaga bem postada.

Já o Moleque Travesso buscava as chances de gol nos contra-ataques, mas não conseguia criar nenhuma jogada de perigo.

Nesse cenário, os dois times não conseguiram tirar o zero do placar na primeira etapa.

CAP tenta, Juventus marca

No segundo tempo, o CAP voltou ainda mais disposto a vencer e foi para cima com todos seus esforços.  Foi aí que começou a aparecer o goleiro André Dias, com ótimas defesas, segurando no CAP nas vezes que o time da casa chegava com perigo.

Aproveitando o contra-ataque, o Juventus conseguiu marcar o gol aos 44 minutos, depois de cruzamento de Léo Cunha que Dener apareceu de cabeça para garantir o gol da vitória.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo no próximo sábado pela última rodada da Série A2 do Paulistão diante do Batatais, fora de casa, às 15 horas.

 

De virada, Penapolense bate o Juventus e dorme no G4

728x485

Em casa, Penapolense bate o Juventus de virada por 3 a 2 (Foto: Alê Vianna/ Divulgação/ Juventus)

No jogo de abertura da 3ª rodada da Série A2 do Paulistão nesta sexta-feira (3), o Penapolense recebeu o Juventus e venceu de virada por 3 a 2. O destaque da partida foi o volante Juliano, que entrou no intervalo do jogo e fez dois gols para o CAP, que garantiram a primeira vitória do time na competição. Com o resultado, o time de Penápolis é o 4º colocado, com 5 pontos, já o Juventus continua na zona de rebaixamento, com apenas 1 ponto marcado e é o 16º.

Muito calor e boas defesas

Debaixo de um sol forte, as duas equipes entraram no Tenentão em busca da primeira vitória na competição. E no começo da partida, o Juventus mostrou que tinha mais disposição em busca do resultado.

E a pressão do Juventus não demorou para dar resultado, aos 16 minutos, Johnny recebeu belo passe de Judson e fez 1 a 0 para os visitantes.

Na frente do placar, o time da Mooca se fechou e deu espaço para os donos da casa irem em busca do empate, e foi aí que brilhou o goleiro Deola, que apareceu duas vezes, na mais perigosa aos 23, defendeu bom chute do atacante Kesley.

Jogando no ataque e buscando espaços, o gol de empate do CAP saiu com Leandro Love, depois de ótimo cruzamento de Augusto Ramos, que bateu sem chance de defesa para o ex-goleiro do Palmeiras.

Juliano brilha e o CAP vence a primeira

Depois do intervalo, o jogo voltou com o Juventus mais uma vez marcando pressão e buscando o gol. E mais uma vez, ele saiu rápido, Judson recebeu passe e ganhou na corrida do zagueiro e bateu na saída de Samuel Pires, fazendo 2 a 1 aos 12 minutos.

Mais uma vez, o time visitante esperava o adversário no campo de defesa, e foi assim que o CAP empatou novamente, aos 22 minutos, Juliano – que havia entrado no intervalo – subiu sozinho e com uma cabeçada forte, deixou tudo igual mais uma vez no Tenente Carriço.

Quando as duas equipes já demonstravam muito cansaço, aos 44 minutos, Juliano apareceu em cobrança de escanteio e cabeceou para o chão, fazendo 3 a 2 para o time da casa.

Próxima partida

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, dia 12 de fevereiro. O Juventus recebe o Votuporanguense, na Rua Javari, às 10h. Já o CAP enfrenta o Oeste, no Tenentão, também às 10h.

Com muitos gols perdidos, Juventus vence o Penapolense por 1 a 0

0002050140007_img.jpg

Fora de casa, o Penapolense foi derrotado pelo Juventus por 1 a 0 (Foto: Ale Vianna – CA Juventus)

Com um forte sol, o Penapolense foi até a capital paulista enfrentar o Juventus na estreia do Paulistão – Série A2, na manhã deste domingo, na Rua Javari. O time de Penápolis acabou derrotado por 1 a 0, gol de Léo Souza, de pênalti.

Penapolense aperta, mas goleiro salva o Juventus

Com o sol forte, as duas equipes fizeram um jogo muito disputado e com boas disputas até os 35 minutos, quando o Penapolense quase abriu o placar e o Juventus deu a resposta e abriu o placar.

A primeira boa chance do Penapolense veio com Fio, que aumentou a velocidade do ataque capeano e depois de ótima jogada bateu cruzado e parou no goleiro André Luiz que fez ótima defesa, no rebote, o goleiro juventino fez milagre e evitou o gol do time de Penápolis.

A resposta veio na sequência, aos 40 minutos, Adriano livre na grande área teve tempo de escolher o canto, mas acabou acertando a trave. E quando o empate parecia certo, Léo Souza foi empurrado e o árbitro marcou o pênalti. O atacante bateu bem e fez 1 a 0 para o Juventus.

Mais gols perdidos, expulsão e vitória do Juventus garantida

Depois de sofrer o gol, o Penapolense voltou com tudo em busca do empate e pressionou muito o time da casa. Do lado do Juventus, o destaque foi o goleiro André Luiz que salvou o time da capital diversas vezes.

Aos 21 minutos, o Penapolense ficou com um jogador a menos depois da expulsão do zagueiro Ricardo, que levou o segundo cartão amarelo após falta dura.

Com um jogador a mais, o Juventus soube aproveitar a vantagem numérica e por pouco não matou o jogo aos 28 minutos quando Adriano acertou a trave.

Mas a chance mais clara foi aos 39 minutos, quando a bola acertou a trave e sobrou para Adriano, que no rebote conseguiu errar o gol livre e chutou para fora.

Próximo jogo

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, o Juventus enfrenta a Portuguesa, enquanto o Penapolense recebe o Paulista às 19h30 no Tenentão.

Em jogo-treino, Penapolense e Rio Preto ficam no 0 a 0

12525612_1295435153805319_4223678114072622515_o.jpg

Penapolense não saiu do zero diante do Rio Preto (Foto: Silas Reche/C.A. Penapolense)

Na preparação para a Série A2 do Campeonato Paulista, o Penapolense enfrentou o Rio Preto – que vai disputar a Série A3 – na última quarta-feira (20) e empatou em 0 a 0.

A partida foi bem disputada e com boas chances criadas pelas duas equipes. Diferente do primeiro jogo contra o o Linense, em que a chuva atrapalhou a atividade. Neste jogo-treino, o tempo colaborou, mas as duas equipes pecaram na finalização e não tiraram o zero do placar.

O Penapolense foi a campo com: Samuel Pires, Neílson, Ricardo, Guilherme e Elbis; Jairo, Felipe Merlo, Fio e Kesley, Beto e Leandro. O time do CAP teve várias substituições para que o técnico Paulinho Kobayashi pudesse verificar o ritmo de jogo de todos os jogadores.

No próximo sábado, o time irá enfrentar o Noroeste de Bauru, às 10h, no Tenentão. Será a última partida antes da estreia diante do Juventus, no dia 31, na Rua Javari, às 10h.

Confira o que mudou na Série A2 do Paulistão para 2016

A edição do Campeonato Paulista – Série A2 passará por mudanças no regulamento a partir de 2016, isso foi definido no arbitral que aconteceu na semana passada na sede da Federação Paulista de Futebol, com votação da maioria dos clubes sobre as mudanças.

A primeira mudança significativa é o número de acesso, se até 2015 eram 4 clubes que garantiam o acesso, ano que vem serão apenas 2. Além disso, o número de rebaixados sobe de 4 para 6, aumentando a preocupação dos clubes menores.

Outra mudança foi na fórmula de disputa, saem os pontos corridos e volta o “mata-mata”- a primeira fase será em turno único, com 19 rodadas, os 8 melhores se classificam para as oitavas, depois quartas e semis, os dois finalistas estarão na Série A1 em 2017. As quartas e semifinais serão disputadas em duas partidas, já a final será partida única (no dia 8 de maio).

O que continua igual é o limite de 28 jogadores inscritos por equipe (25 jogadores de linha e três goleiros). O prazo para inscrição é no dia 4 de março, ou seja, antes da décima rodada.

O calendário dos jogos só deverá ser divulgado em dezembro, um mês antes do inicio da competição.

Outra mudança que segue o que foi definido na Série A1 é que os técnicos só poderão trabalhar em um clube daquela divisão, evitando a troca de técnicos dentro da mesma série.

Dezenove clubes estão confirmados na Série A2 em 2016, 11 já disputaram a competição em 2015 (Atlético Sorocaba, Batatais, Guarani, Independente, Monte Azul, Paulista, Rio Branco, Santo André, São Caetano, União Barbarense e Velo Clube); quatro foram rebaixados da elite (Bragantino, Marília, Penapolense e Portuguesa) e quatro clubes que conseguiram o acesso (Barretos, Juventus, Taubaté e Votuporanguense).

A última vaga está entre Mirassol e Água Santa – o time de Diadema conseguiu o acesso, mas está com problemas em seu estádio e pode ficar de fora por não ter o número mínimo de lugares para receber jogos da Série A1 e assim pode continuar na Série A2, se não entregar os laudos necessários para a Federação.