Narciso é demitido e PC Gusmão assume o Penapolense

Depois de quatro rodadas sem vitória no Paulistão, o Penapolense resolveu demitir o técnico Narciso – que estava no clube desde ano passado, quando chegou à semifinal e ao título de campeão do interior.

A derrota contra o São Bernardo em casa foi a última partida de Narciso no comando do CAP, que já confirmou a contratação de PC Gusmão como novo treinador na sequência do Paulistão.

Depois da demissão, Narciso reclamou na Rádio Difusora de Penápolis sobre a montagem do elenco e disse que não foi responsável pelo elenco desse ano, diferente do ano anterior.

Além de PC Gusmão e dois auxiliares, novos jogadores também chegaram para a sequência do Campeonato Paulista: os laterais Rodrigo Vaca (ex-Paraná Clube) e Elbis (ex- Atlético de Madrid B); o volante Rodrigo Souza (ex- Criciúma), o meia Ronaldo Mendes (ex-Guarani) e que estava treinando com o elenco capeano e o atacante Lincoln (ex-Bragantino).

A estreia de PC Gusmão será na próxima quarta-feira (18), fora de casa, contra o Mogi Mirim.

Anúncios

Nos acréscimos, Penapolense garante o empate com o Red Bull Brasil

Divulgação/Red Bull Brasil

Crislan empata a partida aos 46 minutos do segundo tempo (Divulgação/Red Bull Brasil)

O Penapolense conseguiu seu primeiro ponto no Paulistão depois de empatar com o Red Bull Brasil em Campinas. O jogo foi disputado com muita marcação e lances “sem querer” que decidiram o placar.

Depois de um primeiro tempo com muita marcação e poucas chances de gol, o Red Bull saiu na frente com a cobrança de falta de Jonas, que cruzou na área e contou com ajuda do goleiro Leandro Santos, que acabou encoberto, e viu o Toro Loko abrir o placar.

Na segunda etapa, o Penapolense partiu para o ataque e deu espaço para o Red Bull usar o contra-ataque a seu favor. Nos acréscimos, Anderson Marques cortou a bola com a mão, o árbitro marcou pênalti e Crislan empatou a partida.

Muita marcação e gol sem querer

O jogo começou com uma chance clara do Red Bull – um gol perdido por Isac, depois de ótimo lançamento de Jocinei, com 1 minuto de jogo, o chute saiu mascado – e foi um dos únicos lances de perigo da primeira etapa.

Com muitos erros de passe e pouca inspiração de seus camisas 10, os dois times levaram pouco perigo aos goleiros.

A história do jogo começou a mudar aos 24 minutos, quando Jonas cobrou falta, surpreendendo o goleiro Leandro Santos e abrindo o placar para o Red Bull. Depois do gol, o time de Campinas preferiu esperar o Penapolense e partir nos contra-ataques. A única chance do Penapolense no primeiro tempo veio aos 42 minutos, quando Diego Rosa recebeu dentro da área e bateu por cima do gol de Juninho.

Pênalti polêmico e empate nos acréscimos

No segundo tempo, o cansaço apareceu e as duas equipes deram mais espaços ao adversário. O Penapolense começou arriscando de longe e o Red Bull buscava a velocidade nos contra-ataques para ampliar o placar. E o time de Campinas teve duas chances claras, primeiro com Fabiano Eller e depois com Isac.

Depois da pressão do time da casa, o CAP saiu para o jogo e quase empatou duas vezes, primeiro com o zagueiro Jaílton de cabeça e depois com Crislan de bicicleta.

Quando parecia que o Red Bull manteria os 100% de aproveitamento, o lateral João Lucas mandou a bola para a área e o árbitro viu um toque de mão de Anderson Marques e assinalou o pênalti para o Penapolense. Na cobrança, Crislan bateu e empatou, dando números finais ao jogo.

Com o empate, o Red Bull chegou aos 4 pontos e é vice líder do Grupo A, já o Penapolense marcou seu primeiro ponto e é o 3º colocado do Grupo D.

Próximos jogos

Os dois times voltam à campo nesse final de semana, o Penapolense recebe o Ituano, no sábado, às 17 horas. Já o Red Bull Brasil encara o Santos, em São José do Rio Preto, no domingo, às 19h30.

Ficha Técnica

Red Bull Brasil: Juninho; Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário; Andrade, Jocinei, Lulinha (Allan Dias) e Everton Silva (Wilson Junior); Raul e Isac (Edmilson).

Técnico: Maurício Barbieri

Penapolense: Leandro Santos; Arnaldo, Gualberto, Jailton e João Lucas; Gilmak, Washington (Roni), Wellington Bruno e Rafael Costa (Fernando); Crislan e Diego Rosa (Dimba).

Técnico: Narciso

Depois de estrear com derrota, Penapolense visita o Red Bull Brasil em busca da primeira vitória

Apesar do Tenentão lotado, o Penapolense foi derrotado pelo São Paulo por 3 a 1 na estreia do Paulistão. Já o Red Bull encontrou o Capivariano e venceu por 1 a 0.

Na segunda rodada, os dois times se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30, no Moisés Lucarelli, em Campinas. É o primeiro confronto entre as equipes na elite estadual, mas os times já se encontraram na Série A2, inclusive, no jogo que garantiu o acesso à elite paulista do Penapolense em 2012, em Campinas.

O Red Bull busca repetir o sucesso do Penapolense em 2013 e 2014, quando chegou na segunda fase e nas semifinais, respectivamente. Já o CAP busca manter as boas campanhas e mais uma vez, alcançar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

Para o técnico do Red Bull, Mauricio Barbieri, que mexeu pouco no time que enfrentou o Capivariano, o primeiro jogo em casa deve ser mais tranquilo que a estreia. “Era estreia, fora de casa e contra um adversário duro. Agora, tudo deve acontecer de forma mais natural”.

Pelos lados do Penapolense, o técnico Narciso se mostrou satisfeito com o time apesar da derrota na estreia diante do São Paulo. “O time foi competitivo, encarou o São Paulo e até criou boas chances de marcar. O resultado poderia ser melhor. Faltou ser mais eficiente nas conclusões. Agora, temos que tentar corrigir este ponto para deixar tudo acertado para o próximo jogo”.

O Red Bull Brasil deve ter algumas mudanças do time que estreou e deve ir a campo com: Juninho, Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário (Everton Silva); Andrade, Jocinei, Marcelo e Gustavo Scarpa; Raul (Lulinha) e Isac.

Já o Penapolense deve ser o mesmo time da estreia e o técnico Narciso deve mandar a campo: Leandro Santos, Arnaldo, Jaílton, Gualberto e João Lucas; Gilmak, Washington, Rafael Costa e Wellington Bruno; Crislan e Diego Rosa.

Penapolense encerra série de amistosos diante do Maringá

O Penapolense enfrenta o Maringá em casa, no próximo sábado, às 17h00, no Estádio Tenente Carriço, no último amistoso antes da estreia no Paulistão 2015 no dia 1º de fevereiro diante do São Paulo.

O time de Penápolis já realizou cinco amistosos de preparação e teve apenas uma vitória, diante do Mirassol, por 1 a 0.

Foram dois empates – 1 a 1 com o Mirassol e 2 a 2 com o Tupã – e duas derrotas por 2 a 1, contra o Maringá e Ferroviária de Araraquara.

O técnico Narciso ainda não definiu os 28 jogadores que serão inscritos e tem usado os amistosos para resolver suas últimas dúvidas.

Na estreia, o time deve ser formado por: Leandro Santos, Arnaldo, Gualberto, Jailton e João Lukas; Gilmak, Washington, Rafael Costa, Wellington Bruno; Dimba (Crislan) e Diego Rosa.

Com o elenco praticamente fechado, o Penapolense ainda deve recebe alguns reforços antes do dia 1º de fevereiro.

Confira os jogadores confirmados até agora:

Goleiros: Samuel Pires, Leandro Santos, Cleyton;

Laterais: Denner, João Lukas, Arnaldo;

Zagueiros: Gualberto, Jaílton, Luiz Gustavo, Malcom, Luiz Gustavo Domingues;

Volantes: Gilmak, Fernando, Washington, Bruno Smith;

Meias: Rafael Costa, W. Bruno, Sérgio Mota, Roni, Somália, Ronaldo Mendes;

Atacantes: Dimba, Diego Rosa, Rafael Ratão, Crislan, Arthur e Léo.