Penapolense perde para o Batatais e assume a lanterna do Grupo 1

Os dois times de fora da zona de classificação do Grupo 1 se enfrentaram pela 10ª rodada da Copa Paulista, Batatais e Penapolense mostraram em campo o motivo da campanha das duas equipes, num jogo com poucas chances, o Batatais venceu por 2 a 0 e deixou a lanterna com o time do Penapolense.

Com a vitória, o time de Batatais ainda sonha com a classificação, já que chegou aos 5 pontos e tem 4 a menos que o Novorizontino, já o CAP continuou com 4 pontos e praticamente deu adeus as chances de classificação.

Deu sono

Jogando em casa, o Batatais tentou dominar a partida e foi ao ataque com mais perigo. Mesmo assim, as chances não foram tão claras e poucas vezes o goleiro do CAP trabalhou.

Sem ter muita criatividade no meio campo, o time da casa abusava das bolas lançadas na área, sem nenhum efeito.

Já o Penapolense tentava usar os contra-ataques para assustar o time da casa, mas sem nenhum perigo ao goleiro mandante.

Emoção e vitória do Fantasma

Com um segundo tempo um pouco mais animado, o CAP quase abriu o placar, Marcos fez boa jogada e a bola bateu no braço do zagueiro do time da casa. No pênalti, Kesley deu uma cavadinha e viu o goleiro defender a cobrança. No contra-ataque, Wellington aproveitou a chance e fez 1 a 0 para o time da casa.

Com o resultado, o Penapolense praticamente dava adeus às chances de classificação, com isso, o time se lançou ao ataque em busca do empate, mas não conseguiram fazer o gol. Aproveitando esse espaço, o Batatais chegou ao segundo gol com Thales que fez um golaço e deu números finais à partida.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo na próxima quarta-feira (12) quando recebe o Olímpia, às 20 horas, no Tenentão.  

Anúncios

Felipe Fumaça brilha e Olímpia vence o Penapolense por 3 a 0

O Olímpia recebeu o Penapolense nesta quarta-feira (12) e fez muito bem o dever de casa, venceu e convenceu. O time da casa fez 3 a 0 com três gols de Felipe Fumaça – o atacante entrou ainda no primeiro tempo por conta de uma lesão de um companheiro.

Com a vitória, o time da casa assumiu na liderança do Grupo 1, já o CAP ficou com o 5º lugar, fora da zona de classificação.

Olímpia aperta, mas CAP segura o empate

Jogando em casa, o Olímpia tinha que tomar as rédeas da partida, enquanto isso, o CAP buscava se segurar na defesa e apostar nos contra-ataques.

A primeira boa chance aconteceu aos 20 minutos, quando Norton acertou belo chute, tirando tinta do travessão do goleiro Paes. Pouco depois, Max Pardalzinho teve boa chance, mas foi travado na hora do chute. Na sequência, Pará apareceu sozinho, mas cabeceou fraco, facilitando a defesa do goleiro capeano.

A primeira boa chance do CAP foi aos 32, quando Teles bateu forte e obrigou o goleiro a fazer ótima defesa. O time da casa chegou até a abrir o placar aos 40 minutos, mas Lucas Pará estava impedido e o gol foi anulado pelo assistente.

Fumaça aparece e Olímpia garante a vitória

Depois do intervalo, o time da casa não demorou para tirar o zero do placar. Felipe Fumaça aproveitou o rebote e fez 1 a 0 aos 3 minutos. E não deu nem tempo da torcida da casa acabar de vibrar, de novo, Felipe Fumaça apareceu, aos 6 minutos, fazendo 2 a 0.

Em desvantagem no placar, o Penapolense se lançou ao ataque e criou ótima chance aos 15 minutos, quando Jadson saiu cara a cara e viu o goleiro do time da casa fazer excelente defesa.

Com 2 a 0 a seu favor, o Olímpia passou a explorar os contra-ataques, foi assim que saiu o terceiro gol de Felipe Fumaça, aos 21 minutos, dando números finais à partida.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo no próximo domingo, às 10 horas, para enfrentar o Novorizontino, fora de casa.

Na estreia em casa, Penapolense vence Batatais nos minutos finais

Na noite desta sexta-feira (10), o Penapolense conseguiu a primeira vitória nesta Copa Paulista, o time fez 3 a 2 diante do Batatais e garantiu os primeiros três pontos na competição.

Com a vitória, o time de Penápolis chegou ao 4º lugar do grupo, enquanto isso, o Batatais continua sem pontuar na Copa Paulista.

CAP aperta e sai na frente

Jogando em casa, o Penapolense abriu o placar logo aos 4 minutos de jogo com Fandinho – que estava retornando ao clube – e que deu um certo alivio para o torcedor capeano fazendo 1 a 0.

Depois do gol, os dois times continuaram buscando o gol, com o CAP melhor, mas criar oportunidade clara para ampliar. Já o Batatais se segurava e buscava os contra-ataques.

Batatais assusta e CAP vence no finalzinho

Depois do intervalo o jogo mudou, o Batatais pressionou e conseguiu o gol aos 4 minutos, Douglas Pote tirou do goleiro para deixar tudo igual no Tenentão.

Com o empate, os dois times foram para o ataque, mas paravam nas falhas individuais e na marcação da equipe adversária.

O cenário começou a mudar aos 42 minutos, quando Wellington Melo cobrou pênalti e fez 2 a 1 para o CAP, na comemoração, o atacante levou o segundo cartão amarelo e deixou o time da casa com 10 jogadores.

Quando parecia que a vitória era do Penapolense, o zagueiro Salazar apareceu sozinho, aos 45 minutos, no meio da área e deixou tudo igual e fazendo 2 a 2. Mas os minutos finais ainda guardavam emoções, e aos 48 minutos, Jadson cobrou pênalti e fez 3 a 2, dando a vitória para o CAP.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo na próxima quarta-feira (12) para enfrentar o Olímpia, fora de casa, às 20h.

Penapolense está confirmado na Copa Paulista 2018

leandro love

Penapolense vai em busca do título inédito da Copa Paulista (Foto: Silas Reche/CA Penapolense)

A Federação Paulista de Futebol divulgou na última semana os grupos da Copa Paulista de 2018. A competição irá começar no dia 5 de agosto, depois da Copa do Mundo.

O número de participantes cresceu se comparado com a edição de 2017, são 27 esse ano, contra 22 no ano passado. Com esse aumento de participantes também aumentaram os grupos da primeira fase da disputa: 4 grupos em 2018 contra 3 grupos em 2017 – um com 6 times e três com sete equipes.

A disputa permanece igual na primeira fase: jogos em turno e returno com os quatro melhores de cada grupo classificados para a segunda fase. Na segunda fase, os times serão divididos em 4 grupos com 4 equipes – que jogarão em turno e returno – os dois melhores de cada grupo passam para a fase de mata-mata.

Uma mudança importante no regulamento da fase de quartas-de-final desse ano é que em caso de empate no placar agregado a disputa será nos pênaltis e não com a melhor campanha como era até o ano passado. Já a semifinal e final permanecem da mesma forma do ano anterior. E a final está marcada para dia 2 de dezembro.

O time campeão poderá escolher entre uma vaga na Série D em 2019 ou na Copa do Brasil de 2019, o vice campeão ficará com a vaga restante – como acontecia nos anos anteriores.

Os clubes deverão inscrever 26 jogadores na Lista A, não tendo necessidade de terem 3 goleiros entre os inscritos. Na Lista B, poderão ser inscritos atletas nascidos a partir de 1997 e que já tenham disputado uma competição oficial pela base do clube em 2018 ou em anos anteriores – parecido com o que aconteceu com o Campeonato Paulista deste ano. Os times que forem avançando de fase podem mudar até 6 nomes para as fases seguintes.

Confira os grupos deste ano:

Grupo 01Novorizontino, Mirassol, Batatais, Penapolense, Votuporanguense e Olímpia;

Grupo 02Ferroviária, Red Bull, Inter de Limeira, XV de Piracicaba, Rio Claro, Desportivo Brasil e Noroeste;

Grupo 03São Caetano, Bragantino, Santo André, Santos B, Água Santa, Taubaté e São Bernardo;

Grupo 04Ituano, Portuguesa, Juventus, Osasco Audax, Nacional, Taboão da Serra e Atibaia.

Penapolense vira pra cima do Rio Claro e continua no G4

O Penapolense foi até Rio Claro na estreia do time da casa no seu estádio, que foi liberado nesta nona rodada. O time visitante venceu de virada por 2 a 1.

Com a vitória, o CAP continua no G4, com 18 pontos, em terceiro lugar. Já o Rio Claro continua com 12 pontos e está na zona intermediária. Foi a quarta vitória em cinco jogos do Penapolense fora de casa nessa Série A2.

Rio Claro pressiona e sai na frente

Jogando com o apoio da torcida pela primeira vez na competição, o Rio Claro teve um começo de jogo empolgante. Antes do primeiro minuto, Kadu Barone acertou a trave do goleiro capeano. Depois disso, o Rio Claro ainda criou três boas oportunidades antes dos dez minutos de jogo.

O gol do time da casa saiu aos 18 minutos, Rafael Tavares deu ótimo passe e Gustavo Sapeka bateu forte na saída de Veloso, fazendo 1 a 0 para o time da casa.

O CAP teve a primeira chance apenas aos 34 minutos com Copetti, que cabeceou pra fora.

CAP vira e conquista mais uma vitória longe de Penápolis

No segundo tempo, o Rio Claro continuou melhor e por pouco não ampliou com Victor Sapo, que acertou a trave de Veloso. Na sequência, Matheus Humberto recebeu ótimo passe e bateu forte para defesa do goleiro dos donos da casa.

Victor Sapo novamente teve a chance de ampliar o placar, dentro da área, o atacante mandou para fora.

Aos 26 minutos, Leandro Love não perdeu a chance e empatou a partida depois de ótimo passe de Coppetti.

6 minutos depois, veio a virada do time visitante, Nilo acertou belo chute de fora da área, sem chance para o goleiro, fazendo 2 a 1 para o Penapolense.

No final da partida, o Rio Claro bem que tentou, mas não conseguiu furar o bloqueio do CAP e acabou derrotado em casa.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo no próximo sábado, às 19 horas, no Tenentão para enfrentar o Água Santa, pela décima rodada da Série A2 do Paulistão.

Penapolense vacila e empata em casa com a Inter de Limeira

0002050294686_img.jpg

Penapolense e Inter de Limeira ficaram no 2 a 2 no Tenentão (Foto: João Vitor Fedato)

Jogando pela sétima rodada da primeira fase da Série A2, o Penapolense recebeu a Inter de Limeira no Tenentão, no único jogo dessa terça-feira de carnaval (13), e empatou por 2 a 2. Os gols do CAP foram marcados por Matheus Humberto e Branquinho, Moisés e Tom empataram para o time de Limeira. O time comandado por Thiago Olivera estava garantindo a liderança até o finalzinho da partida, quando sofreu o gol de empate e acabou ficando com a vice-liderança.

Com o empate, o CAP chegou aos 14 pontos e assumiu a vice-liderança, já a Inter foi a 11 pontos e está na 5ª posição.

Muita chuva e empate no placar

Debaixo de muita chuva, o Penapolense sofreu para encontrar sua forma de jogar e sofreu muito no começo da partida. Já a Inter de Limeira conseguiu entender melhor o estado do gramado e acabou ditando o ritmo no início da partida.

Enquanto o time visitante explorava as laterais e os cruzamentos na área, o CAP se segurava lá atrás e apostava nos contra-ataques para tirar o zero do placar.

Depois de duas boas chances dos visitantes com Moisés e Tom, o Penapolense conseguiu equilibrar a partida e partiu para o ataque. Ainda assim, a chance mais clara foi da Inter, aos 30 minutos, quando Éder Paulista acertou belo chute e viu Velloso fazer a primeira grande defesa da noite, evitando o gol.

E fazendo valer o velho ditado do futebol, aos 33 minutos, Matheus Humberto havia acabou de entrar no lugar do machucado Gersimar, apareceu de cabeça para abrir o marcador no Tenentão, para a alegria da torcida capeana, fazendo 1 a 0 para o Penapolense.

Atrás do placar, a Inter partiu para o ataque no final do primeiro tempo e conseguiu o empate aos 40 minutos, com Moisés, após cruzamento de Vinícius Pedalada, deixando tudo igual em Penápolis, 1 a 1.

Gol no final tira a liderança do CAP

Depois do intervalo as duas equipe voltaram em busca da vitória, mas tudo continuou igual ao primeiro tempo. A primeira grande chance veio com Zé Mateus, que obrigou Velloso a fazer a segunda bela defesa da noite e evitar a virada da Inter.

O time da casa trocava passes, mas tinha muita dificuldade de criar boas chances de gol. O cenário mudou aos 21 minutos, quando Jussandro encontrou Branquinho na entrada da área, o camisa 10 bateu colocado sem chances para o goleiro, fazendo 2 a 1 para o Penapolense.

Em vantagem no placar, o CAP voltou a se fechar e explorar os contra-ataques. Num lance, o volante Felipe Alves sentiu a lesão, mas o Penapolense já havia feito as três alterações – o time da casa ficou com um a menos tentando segurar a pressão do time de Limeira.

De tanto insistir, a Inter conseguiu o empate aos 40 minutos, Tom bateu forte, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro Velloso, deixando tudo igual no Tenente Carriço, 2 a 2.

Com um homem a mais, a Inter bem que tentou sair de Penápolis com a vitória, mas o time da casa conseguiu se segurar e se manteve no G4.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo no próximo fim de semana, o time vai até Piracicaba, no sábado, enfrentar o XV, às 17 horas.

Penapolense empata com Marília em amistoso de preparação

amistoso.jpg

Amistoso com o Marília terminou empatado em 1 a 1 (Foto: Silas Reche/ CA Penapolense)

O Penapolense continua se preparando para a disputa da Série A2 de 2018. No segundo amistoso da temporada, o CAP saiu atrás no placar, mas empatou em 1 a 1 com o Marília, o gol do time da casa foi anotado por Everton Sena. O time somou seu segundo empate nessa pré-temporada – já havia empatado com o Noroeste por 0 a 0.

Próximo jogo

O time de Penápolis volta à campo amanhã (30), para enfrentar o Linense, fora de casa, às 10 da manhã. Depois da partida, o time receberá folga e se reapresenta no dia 2 de janeiro. O time ainda deve fazer alguns amistosos até a estreia da Série A2 no dia 17 de janeiro diante do Sertãozinho, em casa.

Reforços

matheus humberto

Matheus Humberto já defendeu o XV de Piracicaba/SP e estava no São Paulo/RS (Foto: Assessoria XV de Piracicaba)

E a busca por reforços continua nesse fim de ano, o Penapolense anunciou mais dois jogadores para o meio campo: Branquinho (ex-Santo André/SP) e Mateus Humberto (ex-São Paulo/RS).

Confira a lista atualizada de jogadores do Penapolense:

Goleiro:
Thiago Passos (ex-São Caetano/SP)
Velloso (ex-Novorizontino/SP)

Laterais:
Grafite (ex-Caldense/MG)
Dênis (ex-Guarani/SP)

Zagueiro:
Nino Santos (ex-futebol árabe)
Felipe Barros (remanescente)
Marcelo Bispo (ex-Linense/SP)
Thiago Gasparetto (ex- São Bernardo/SP)
Fandinho (ex-São Bento/SP)

Volantes:
Renato (ex- Jataíense/GO)
Cleberson (remanescente)
Carlos Coppetti (ex-São Caetano/SP)
Felipe Alves (ex-América de Natal/RN)

Meias:
Erik Mamadeira (ex-São Bento/SP)
Lucas Mineiro (ex-Tombense/MG)
Yamada (ex-União Barbarense/SP)
Everton Sena (ex-Água Santa/SP)
Renato Xavier (ex-Anapolina/GO)
Branquinho (ex-Santo André/SP)
Mateus Humberto (ex-São Paulo/RS)

Atacantes:
Diego Lira (ex- Goiânia/GO)
Leandro Love (remanescente)
Malaquias (ex-Guarani/SP e Bragantino/SP)
Tauã (ex-Tombense/MG)
Geovane (ex-Itabaiana/SE)
Nilo (ex-Espírito Santo/ES).