Penapolense conhece regulamento e adversários da Série A2 2020

Representantes dos 16 clubes da Série A2 2020 (Foto: Rodrigo Corsi / FPF)

Na última quarta-feira foi definido o regulamento do Campeonato Paulista da Série A2 de 2020. Em reunião realizada na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), representantes dos 16 clubes participaram do Conselho Técnico e definiram o regulamento da disputa do próximo ano.

Fórmula

A fórmula do torneio será o mesmo de 2019, ou seja, 15 rodadas na primeira fase – todos contra todos, com turno único. Os oito melhores passam para as quartas de final e os dois piores são rebaixados para a Série A3. As duas equipes finalistas se classificam para a A1 em 2021, isso se nenhuma dela for o Red Bull Brasil, caso isso aconteça, o terceiro colocado garante a vaga.

Calendário

A Federação Paulista confirmou que a Série A2 começará no dia 22 de janeiro e terminará no dia 25 de abril. As semifinais e finais podem ter VAR (árbitro de vídeo), a confirmação por parte da FPF só virá nos próximos meses.

Transmissão

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, confirmou que o Programa Futebol Sustentável estará presente a partir das quartas de final. Além disso, todas as partidas serão transmitidas nas plataformas do Grupo Globo e no FPF TV no Mycujoo.

Participantes

Caíram da A1: São Caetano, São Bento e Red Bull Brasil; subiram do Série A3: Monte Azul e Osasco Audax. Com isso os 16 participantes serão: Atibaia, Osasco Audax, Juventus, Monte Azul, Penapolense, Portuguesa, Portuguesa Santista, Red Bull Brasil, Rio Claro, São Bento, São Bernardo, São Caetano, Sertãozinho, Taubaté, Votuporanguense e XV de Piracicaba.

Nos acréscimos, Penapolense garante o empate com o Red Bull Brasil

Divulgação/Red Bull Brasil

Crislan empata a partida aos 46 minutos do segundo tempo (Divulgação/Red Bull Brasil)

O Penapolense conseguiu seu primeiro ponto no Paulistão depois de empatar com o Red Bull Brasil em Campinas. O jogo foi disputado com muita marcação e lances “sem querer” que decidiram o placar.

Depois de um primeiro tempo com muita marcação e poucas chances de gol, o Red Bull saiu na frente com a cobrança de falta de Jonas, que cruzou na área e contou com ajuda do goleiro Leandro Santos, que acabou encoberto, e viu o Toro Loko abrir o placar.

Na segunda etapa, o Penapolense partiu para o ataque e deu espaço para o Red Bull usar o contra-ataque a seu favor. Nos acréscimos, Anderson Marques cortou a bola com a mão, o árbitro marcou pênalti e Crislan empatou a partida.

Muita marcação e gol sem querer

O jogo começou com uma chance clara do Red Bull – um gol perdido por Isac, depois de ótimo lançamento de Jocinei, com 1 minuto de jogo, o chute saiu mascado – e foi um dos únicos lances de perigo da primeira etapa.

Com muitos erros de passe e pouca inspiração de seus camisas 10, os dois times levaram pouco perigo aos goleiros.

A história do jogo começou a mudar aos 24 minutos, quando Jonas cobrou falta, surpreendendo o goleiro Leandro Santos e abrindo o placar para o Red Bull. Depois do gol, o time de Campinas preferiu esperar o Penapolense e partir nos contra-ataques. A única chance do Penapolense no primeiro tempo veio aos 42 minutos, quando Diego Rosa recebeu dentro da área e bateu por cima do gol de Juninho.

Pênalti polêmico e empate nos acréscimos

No segundo tempo, o cansaço apareceu e as duas equipes deram mais espaços ao adversário. O Penapolense começou arriscando de longe e o Red Bull buscava a velocidade nos contra-ataques para ampliar o placar. E o time de Campinas teve duas chances claras, primeiro com Fabiano Eller e depois com Isac.

Depois da pressão do time da casa, o CAP saiu para o jogo e quase empatou duas vezes, primeiro com o zagueiro Jaílton de cabeça e depois com Crislan de bicicleta.

Quando parecia que o Red Bull manteria os 100% de aproveitamento, o lateral João Lucas mandou a bola para a área e o árbitro viu um toque de mão de Anderson Marques e assinalou o pênalti para o Penapolense. Na cobrança, Crislan bateu e empatou, dando números finais ao jogo.

Com o empate, o Red Bull chegou aos 4 pontos e é vice líder do Grupo A, já o Penapolense marcou seu primeiro ponto e é o 3º colocado do Grupo D.

Próximos jogos

Os dois times voltam à campo nesse final de semana, o Penapolense recebe o Ituano, no sábado, às 17 horas. Já o Red Bull Brasil encara o Santos, em São José do Rio Preto, no domingo, às 19h30.

Ficha Técnica

Red Bull Brasil: Juninho; Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário; Andrade, Jocinei, Lulinha (Allan Dias) e Everton Silva (Wilson Junior); Raul e Isac (Edmilson).

Técnico: Maurício Barbieri

Penapolense: Leandro Santos; Arnaldo, Gualberto, Jailton e João Lucas; Gilmak, Washington (Roni), Wellington Bruno e Rafael Costa (Fernando); Crislan e Diego Rosa (Dimba).

Técnico: Narciso

Depois de estrear com derrota, Penapolense visita o Red Bull Brasil em busca da primeira vitória

Apesar do Tenentão lotado, o Penapolense foi derrotado pelo São Paulo por 3 a 1 na estreia do Paulistão. Já o Red Bull encontrou o Capivariano e venceu por 1 a 0.

Na segunda rodada, os dois times se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30, no Moisés Lucarelli, em Campinas. É o primeiro confronto entre as equipes na elite estadual, mas os times já se encontraram na Série A2, inclusive, no jogo que garantiu o acesso à elite paulista do Penapolense em 2012, em Campinas.

O Red Bull busca repetir o sucesso do Penapolense em 2013 e 2014, quando chegou na segunda fase e nas semifinais, respectivamente. Já o CAP busca manter as boas campanhas e mais uma vez, alcançar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

Para o técnico do Red Bull, Mauricio Barbieri, que mexeu pouco no time que enfrentou o Capivariano, o primeiro jogo em casa deve ser mais tranquilo que a estreia. “Era estreia, fora de casa e contra um adversário duro. Agora, tudo deve acontecer de forma mais natural”.

Pelos lados do Penapolense, o técnico Narciso se mostrou satisfeito com o time apesar da derrota na estreia diante do São Paulo. “O time foi competitivo, encarou o São Paulo e até criou boas chances de marcar. O resultado poderia ser melhor. Faltou ser mais eficiente nas conclusões. Agora, temos que tentar corrigir este ponto para deixar tudo acertado para o próximo jogo”.

O Red Bull Brasil deve ter algumas mudanças do time que estreou e deve ir a campo com: Juninho, Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário (Everton Silva); Andrade, Jocinei, Marcelo e Gustavo Scarpa; Raul (Lulinha) e Isac.

Já o Penapolense deve ser o mesmo time da estreia e o técnico Narciso deve mandar a campo: Leandro Santos, Arnaldo, Jaílton, Gualberto e João Lucas; Gilmak, Washington, Rafael Costa e Wellington Bruno; Crislan e Diego Rosa.

Federação Paulista define os grupos do Paulistão 2015

Nesta segunda-feira (3), foram sorteados os grupos para o Campeonato Paulista de 2015. As 20 equipes foram divididas em 5 potes com 4 equipes cada. Os cabeça de chave – que estavam no pote 1- foram Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Os demais potes estavam divididos de acordo com a classificação do clube no estadual deste ano.

A primeira fase do Paulistão será de 1º de fevereiro a 8 de abril de 2015. As equipes jogam entre si, tirando as do mesmo grupo que não se enfrentam na primeira fase. Na segunda fase, os dois melhores de cada grupo se enfrentam em jogo único. Em caso de empate, a decisão será nos pênaltis.

As quartas-de-final serão dia 12 de abril; já as semifinais serão dia 19 de abril – o time de melhor campanha enfrenta a quarta melhor campanha e a segunda enfrenta a terceira.

A final será decidida em dois jogos – 26 de abril e 3 de maio. Nenhuma equipe terá vantagem por ter melhor campanha. Em caso de empate, a decisão será sempre nos pênaltis.

Confira os grupos do Paulistão 2015:

Grupo 1
São Paulo
Ituano
São Bernardo
Mogi Mirim
Red Bull

Grupo 2
Corinthians
Ponte Preta
Audax
Rio Claro
São Bento

Grupo 3
Palmeiras
Botafogo
Portuguesa
Linense
Marília

Grupo 4
Santos
Penapolense
Bragantino
XV de Piracicaba
Capivariano