Nos pênaltis, Penapolense cai diante do Linense na semi da Copa Paulista

Linense garantiu a vaga na final da Copa Paulista depois de vencer nos pênaltis por 4 a 2.

Linense garantiu a vaga na final da Copa Paulista depois de vencer nos pênaltis por 4 a 2. (Foto: José Luis Silva/ CA Linense)

Jogando neste sábado (14) em Lins, o Penapolense foi derrotado pelo Linense no tempo normal por 1 a 0 – com o resultado, o jogo foi para a decisão por pênaltis. E o time da casa foi mais eficiente e venceu por 4 a 2, garantindo a vaga na final da Copa Paulista, diante do Ituano.

Com a eliminação, o Penapolense começa a pensar na próxima temporada, quando disputa a Série A2 do Paulistão. Já o Linense vai em busca do título que garante vaga na Copa do Brasil ou na Série D do Brasileiro.

Linense pressiona, mas não abre o placar

Jogando em casa e precisando do resultado, o Linense foi para o ataque logo no começo da partida.

Aos 9 minutos, Gedeílson cruzou para Gabrielzinho, que bateu de primeira sem muito perigo para o goleiro Samuel Pires.

Antes dos 20 minutos, o time da casa chegou mais duas vezes com Gabrielzinho que primeiro bateu perto da trave, na segunda chance, cortou dentro da área, mas acabou batendo para fora.

Aos 25 minutos, o CAL abriu o placar, com Tássio – mas o bandeira já havia marcado impedimento, anulando o lance.

Aos 43, a melhor chance do Penapolense, depois de ótima jogada de paraíba, a zaga do Linense coloca a bola para escanteio e por pouco não faz contra.

No intervalo, Moisés Egert (técnico do Linense) foi expulso por reclamação.

Pênalti polêmico no final e decisão na marca da cal

Precisando vencer, o Linense entrou no segundo tempo disposto a tirar o zero do placar. Aos 4 minutos, Gabrielzinho bem que tentou, mas foi marcado impedimento do atacante do CAL.

Aos 25 minutos, o time da casa chega novamente com perigo, depois do cruzamento, três jogadores do Linense tentam, mas não alcançam a bola para cabecear.

1 minuto depois foi a vez de Tavares tentar abrir o placar e parar em ótima defesa de Samuel Pires.

Com o jogo chegando no seu final, o Linense pressionava e o Penapolense se segurava como podia, principalmente com ótima atuação de Samuel Pires.

Aos 39 minutos, o atacante Tardelli caiu na área e o juiz marcou pênalti, para revolta dos jogadores do CAP.  Na cobrança, Thiago Humberto fez 1 a 0 para o time da casa.

Depois do pênalti, Paulinho Kobayashi acabou expulso, deixando o CAP sendo comandado por seu auxiliar nos minutos finais.

Pará e Elbis perdem e Linense garante vaga na final

Na disputa por pênaltis brilhou a estrela de Galletti, o goleiro do Linense que pegou duas cobranças e garantiu a vaga na final da Copa Paulista diante do Ituano.

Pelo Linense fizeram: Rafael Chorão, Marcelo Pé, Gedeílson e Tardelli; já pelo CAP marcaram: Neílson e Jessé e perderam: Pará e Elbis.

Anúncios

Penapolense vira pra cima do Linense e abre vantagem na semi da Copinha

Paraíba comemora o gol da vitória do Penapolense diante do Linense (Foto: Silas Reche/C.A. Penapolense)

Paraíba comemora o gol da vitória do Penapolense diante do Linense (Foto: Silas Reche/C.A. Penapolense)

Jogando neste domingo (8) no estádio Tenente Carriço, o Penapolense recebeu o Linense pela primeira partida da semifinal da Copa Paulista. Depois de sair perdendo, o time da casa virou o placar e venceu por 2 a 1, com gols de Fio e Paraíba; Thiago Humberto descontou para o time de Lins.

Com a vitória, o time de Penápolis joga por um empate na próxima partida, sábado. Ao Linense resta vencer por 2 gols de diferença para chegar à final, ou por 1 gol para levar a decisão para os pênaltis.

Linense começa melhor e sai na frente

Diante de mais de 8 mil pessoas, as duas equipes entraram em campo buscando a vitória desde o primeiro minuto.

Apoiado pela torcida, o Penapolense teve a primeira boa chance aos 5 minutos, depois de boa jogada, Fio cabeceou no travessão e a bola ainda pingou na linha, antes da zaga tirar o perigo.

Aos 12 minutos, novamente o CAP chegou com perigo, desta vez Pará cruzou bem, mas Galletti chegou antes de Kesley, salvando o time de Lins.

A primeira boa chance do Linense aconteceu apenas aos 24 minutos e foi fatal. Depois de tabela de Gabrielzinho e Rafael Aidar, a bola foi rolada para Thiago Humberto, que só teve o trabalho de empurrar para o gol, fazendo 1 a 0 para os visitantes.

Depois do gol, o Linense cresceu por duas vezes só não ampliou o marcador por causa de Samuel Pires, que teve ótima atuação, salvando o CAP.

Penapolense muda e Paraíba brilha no final

Depois de terminar o primeiro tempo em desvantagem, o técnico Paulinho Kobayashi fez duas mudanças no intervalo, saíram Pará e Felipe Merlo e entraram Paraíba e Vinícius.

A primeira boa chance do Penapolense foi apenas aos 11 minutos, depois de cobrança de Paraíba, Ricardo cabeceou e Fio completou para o fundo das redes, empatando a partida.

3 minutos depois, o CAP chegou novamente, mas Dimba foi derrubado na área, mas o juiz marcou falta do atacante em cima do zagueiro Jorge Luiz.

Depois do gol, o Penapolense foi pra cima e o Linense se segurava como podia. Paraíba teve chance de virar o marcador, mas bateu pra fora.

Já no final da partida, Dimba fez ótima jogada e tocou para Paraíba, que bateu perto do gol de Galletti.

Aos 45 minutos, Paraíba fez ótima jogada, driblou Galletti e fez o gol da virada do Penapolense, fazendo 2 a 1 para a alegria dos 8.202 pagantes que lotaram o Tenentão.

Com um a menos, o Linense foi pra cima, mas quem teve chance de matar o jogo foi o CAP – aos 48 minutos, Kesley encobriu o goleiro e a bola explodiu na trave, evitando o 3º gol.

Próximo jogo

A segunda partida será no próximo sábado (14), às 19 horas, no Gilbertão, em Lins. 

Penapolense empata com o Independente e garante vaga na semi da Copa Paulista

Depois de dois empates, o Penapolense garantiu vaga na semifinal da Copa Paulista (Foto: Silas Reche/C.A. Penapolense)

Depois de dois empates, o Penapolense garantiu vaga na semifinal da Copa Paulista (Foto: Silas Reche/C.A. Penapolense)

Jogando neste domingo (1), no estádio Tenente Carriço, o Penapolense empatou em 0 a 0 com o Independente e garantiu a vaga na semifinal da Copa Paulista.

Com o empate, o CAP levou vantagem pois tinha melhor campanha na soma das fases anteriores e por isso garantiu a classificação.

Depois de garantir a classificação, o time se prepara para um clássico regional, já que na outra chave, o Linense garantiu o empate aos 42 do segundo tempo e eliminou o Nacional.

Penapolense aperta, mas não abre o placar

Diante de um bom público, o Penapolense começou pressionando e por pouco não abriu o placar logo aos 8 minutos, depois de belo chute de Pará que Marcelo Bonan espalmou e viu a bola pegar no travessão antes de sair.

O calor e o começo acelerado fizeram os dois times errarem muitos passes e criarem poucas chances de gols.

Aos 28 minutos, novamente Bonan salvou o Independente depois de belo chute de Pará.

O CAP pressionou no final, mas acabou 0 a 0.

Independente por pouco não estraga a festa capeana

Como no primeiro tempo, o CAP começou pressionando e levando perigo com chutes de Fio e Neílson.

Buscando garantir a classificação, o Penapolense pressionou, mas esbarrou em manhã inspirada de Marcelo Bonan.

Aos 15 minutos, o duelo entre Pará e Bonan ganhou um novo capítulo, após dividida com o meia, o goleiro salvou o que seria o primeiro gol do CAP.

Dois minutos depois foi a vez de Jairo tentar e o goleiro aparecer novamente e evitar o primeiro gol.

Aos 23 minutos, a melhor chance do Independente, Americano recebeu belo passe e bateu forte, a bola explodiu na trave, assustando os torcedores que estavam no Tenentão.

Já no final da partida, Dominguinhos recebeu dentro da área e chutou para fora, após ótimo passe de Dimba.

No minuto final, PC tentou boa jogada, mas acabou cruzando para as mãos de Samuel Pires.

Próximo jogo

A primeira partida da semifinal será disputada no próximo domingo (8), às 10h, no Tenentão. O Linense joga por dois resultados iguais, pois possui melhor campanha na soma da competição.

Com gol contra, Penapolense é eliminado pelo São Paulo

Jogando no último domingo no estádio do Morumbi, o Penapolense acabou eliminado do Paulistão 2013. O time do interior, no seu ano de estreia na elite, perdeu por 1 a 0 para o São Paulo e acabou ficando de fora das semifinais. O gol do tricolor paulista foi de Jaílton, contra. Um dos destaque do time da capital foi o goleiro e capitão Rogério Ceni, que fez pelo menos 4 defesas importantes durante a partida.

No começo da partida, o Penapolense parecia assustado e foi dominado pelo time da casa, que arriscou de longe com Carleto. Ganso e Jadson tentavam armar as jogadas, mas esbarravam na forte retranca da equipe do interior. Já Luis Fabiano que voltava a ser titular, não conseguia levar a melhor em cima da zaga do Penapolense. E as melhores chances do São Paulo vinham sempre pela esquerda, com Osvaldo partindo pra cima de Niander – que voltava de lesão depois de quase 9 meses. O time de Penápolis, ainda assustou em alguns chutes de longe, mas o placar do 1º tempo foi mesmo 0 a 0.

No segundo tempo, o time de Penápolis resolveu buscar o gol que colocaria uma pressão ainda maior no time da casa. A primeira boa chance foi em uma cabeçada de Jaílton, que parou em Rogério Ceni. Depois foi a vez de Fernando chutar de longe com efeito e novamente ver o goleiro do São Paulo fazer ótima defesa. Mas as duas chances mais claras foram com o camisa 11 do Penapolense, Silvinho, foi o destaque da equipe, sempre ganhando dos zagueiros do tricolor paulista. Em uma chance, chegou até a fazer o gol, mas estava impedido, impedindo a festa de quase 2 mil pessoas do setor visitante. No segundo lance de perigo, mais uma vez Rogério Ceni apareceu e evitou o gol.

Depois disso, o São Paulo tentou atacar novamente, e em uma dessas decidas pela esquerda, Osvaldo ganhou de Niander e cruzou, o zagueiro Jaílton tentou tirar e acabou jogando para dentro do gol, fazendo 1 a 0 para o São Paulo.  Com o gol, o São Paulo resolveu se fechar e esperar o adversário, que mais uma vez teve boa chance, depois de Silvinho escapar pela esquerda, o camisa 11 cruzou para Sérgio Mota (ex-São Paulo) que dominou e bateu a queima roupa, exigindo ótima defesa do camisa 1 do São Paulo. Depois disso, o tricolor paulista esperou o apito final para comemorar a classificação. Já os jogadores do Penapolense foram aplaudir os torcedores que estavam no Morumbi e que apoiaram e reconheceram o bom desempenho da equipe.

Apesar de eliminado do Paulistão,  o CAP ainda irá disputar a semifinal do Troféu do Interior, no próximo sábado, em Ribeirão Preto, diante do Botafogo-SP. A partida será jogo único e empate leva a decisão para os pênaltis, além disso, o clube de Penápolis terá seu primeiro torneio nacional no segundo semestre, já que o clube garantiu a classificação para a Série D.

Com duas expulsões, Penapolense perde em casa e está fora da Copa Paulista

Depois de garantir um empate sem gol fora de casa, o Penapolense perdeu em casa para o Velo Clube por 2×0. O resultado eliminou a equipe de Penápolis da Copa Paulista. Em um jogo onde o time perdeu inúmeras chances de gol – assim como aconteceu em Rio Claro – o time ainda teve duas expulsões e acabou o jogo com apenas nove jogadores em campo.

O JOGO
O Penapolense contou com o apoio da torcida desde o primeiro minuto, mesmo assim, criando diversas chances, o time da casa esbarrava na marcação do Velo Clube e não conseguia marcar o gol. Luciano Gigante, Beto e Guaru perderam diversas chances de gol.

O Velo Clube jogava no contra-ataque e esperava a chance para tentar fazer o gol e conseguir a vantagem – já que o empate favorecia o time de Penápolis.

Em um desses contra-ataques, o Velo Clube conseguiu o gol, depois de um belo chute, o goleiro Washington colocou a bola para escanteio e aos 39 minutos, Dener subiu de cabeça no meio da zaga capeana e fez 1×0 para o time de Rio Claro. O Penapolense continuou apertando a marcação e buscando o gol, mas o primeiro tempo terminou com 1×0 para o time visitante.

No segundo tempo, o Penapolense voltou disposto a atacar e continuou criando as melhores chances de gol e não dava espaço para o Velo Clube, que continuava se defendendo com os 11 jogadores atrás da linha do meio campo, esperando um contra ataque que poderia matar o jogo.

E o jogo ganhou “enredo dramático” depois que Guaru foi expulso aos 18 minutos do segundo tempo, deixando o CAP com um jogador a menos. Na sequencia, mesmo com um homem a menos, o Penapolense chegou com Luciano Gigante que bateu de perna direita e assistiu um “milagre” do goleiro Roni.

Na sequência, Wagner cometeu pênalti e deu a chance do Velo ampliar o placar. Na cobrança,Reginaldo bateu sem chances para o goleiro Washington. Depois do gol, o time de Penápolis diminuiu o ritmo e acabou parando na forte marcação do time visitante. Antes do apito final ainda deu tempo do volante Wagner ser expulso depois de dar um tapa no jogador do Velo Clube.

PRÓXIMO JOGO
Com o resultado, o Velo Clube enfrenta o Noroeste nas semifinais. Do outro lado da chave, o confronto será entre Audax e Ferroviária. Ao Penapolense, resta agora se preparar para a estreia no Paulistão 2013.