Penapolense terá 13 novos jogadores para a sequência da temporada

Adriano Paulista é um dos reforços do Penapolense para a sequência da temporada (Foto: Divulgação)

O Clube Atlético Penapolense voltou a treinar para a Série A2 do Campeonato Paulista, a competição irá retornar, provavelmente no dia 19 de agosto, para que sejam jogadas as três rodadas que faltam para o fim da primeira fase.

Depois da troca no comando técnico da equipe com a saída de Alberto Félix e a chegada de Waguinho Dias, o CAP também terá 13 novos jogadores para tentar escapar na Série A3. Além disso, foram mantidos 10 jogadores que já estavam a defender o time de Penápolis na segunda divisão estadual.

Para o diretor de futebol, Júlio Rondinelli, o time será competitivo no restante da temporada. “Procuramos trazer um grupo experiente, pois sabemos que teremos três jogos decisivos para garantir nossa permanência”, afirmou.

Segundo o diretor, a maioria dos jogadores que estão chegando já atuaram com alguns jogadores que estão no elenco e isso pode ajudar no entrosamento para os jogos que faltam. Para Rondinelli, o tempo de treinamento não será o suficiente para a equipe estar com a preparação física ideal, mas que confia no trabalho da nova comissão técnica.

Confira a lista completa do elenco para o resto da temporada:

Goleiros:
Léo Lopes
Bruno
Thiago

Laterais direito:
Douglas
Neílson (ex-Botafogo/PB)

Lateral esquerdo:
Cleidson (ex-Goianésia/GO)

Zagueiros:
Juliano
Jaílton
Henrique Motta
Renato Silveira (ex-CRAC/GO)

Volantes:
Pablo
Luiz Menezes
Jefferson Parrudo (ex- Atlético Tubarão/SC)
Dudu (ex-Goianésia/GO)
Charles (ex-São Bernardo/SP)

Meias:
Matheus Bispo
Valdeir (ex-Retrô/PE)
Adriano Paulista (ex- Alki Oroklini/Chipre)
Felipe Pará (ex-América/RN)

Atacantes:
Gustavinho (ex-Luverdense/MT)
Alfredo (ex-Penafiel/Portugal)
Marcus Índio (ex-Cabofriense/RJ)
Alef (ex-Goianésia/GO)

Com informações do Diário de Penápolis

Penapolense anuncia treinador campeão da Série D para o restante da temporada

Waguinho Dias foi campeão da Série D com o Brusque-SC (Foto: Thais Magalhães/CBF)

O Clube Atlético Penapolense anunciou nesta terça-feira, o seu novo treinador para a temporada 2020, trata-se de Waguinho Dias, que foi campeão da Série D em 2019 no comando do Brusque, de Santa Catarina. 

O novo treinador tem como principal missão evitar o rebaixamento da equipe de Penápolis que se encontra na zona de rebaixamento da Série A2 e terá três jogos para evitar a Série A3. 

Waguinho Dias tem um histórico de bons trabalhos em Santa Catarina, além do acesso e do título da Série D pelo Brusque, também fez um bom trabalho no Atlético Tubarão, levando a equipe ao título da Copa Santa Catarina em 2017, um terceiro lugar no Estadual com o Inter de Lages em 2016 e outra boa campanha no estadual com o Marcílio Dias em 2019. 

Depois do título da Série D, o treinador passou por Criciúma e América de Natal, antes de assumir a equipe de Penápolis. 

Em entrevista ao Futebol Interior, o novo treinador do Pantera da Noroeste justificou a escolha pelo projeto do Penapolense. “O projeto do presidente Nilso Moreira é exemplar. Queremos sair dessa situação para já focar na Copa Paulista, na qual entraremos forte e tentaremos conquistar vaga em competições nacionais. Estou animado em estar em um mercado tão competitivo como o Estado de São Paulo”, contou o treinador.Waguinho vai repetir a “dobradinha” com Júlio Rondinelli, com quem trabalhou em Santa Catarina.

Já o presidente do CAP, Nilso Moreira também falou sobre a chegada do novo treinador e das movimentações do mercado de transferências para o restante da temporada. “Vamos trabalhar muito para sair desta situação. Agradeço ao Alberto Félix, que vinha dirigindo a equipe. Queremos tirar o Penapolense e, por isso, apostamos no Waguinho Dias, que chega com contrato até o final do Estadual de 2021, independente da divisão que estivermos. É um projeto audacioso, de longo prazo. Inclusive, já contratamos de 10 a 12 jogadores para esta reta final de Série A2”, contou o presidente ao Futebol Interior.

De virada: Penapolense perde em casa para o São Bento e agora sonha com um milagre

CAP chegou a 7 derrotas na Série A2 (Foto: Silas Reche/CA Penapolense)

Jogando no Tenente Carriço pela 12ª rodada da Série A2, o Penapolense perdeu para o São Bento de virada por 2-1. Essa foi a sétima derrota do CAP na Série A2, o time de Penápolis voltou a marcar um gol em casa depois de mais de um mês, o último tinha sido o terceiro na vitória por 3-2 diante do São Caetano na estreia da competição. 

Com a derrota, o CAP continua com 9 pontos, agora empatado com o lanterna Votuporanguense. Já o São Bento chegou aos 18 pontos e está na oitava posição. 

Jogo igual até no placar

Apesar de jogar em casa mas com pouca torcida, o Penapolense dominou totalmente o jogo pelo menos até os 15 minutos, quando o São Bento começou a explorar os contra-ataques e assustar o goleiro capeano. 

Quando o jogo já estava equilibrado, o zagueiro Jaílton foi ao ataque e depois de boa troca de passe, apareceu na área para fazer 1-0 para o CAP aos 24 minutos. 

Mas a alegria do CAP durou pouco, aos 29, Thiago Primão arriscou de fora da área, Léo Lopes espalmou para o meio da área e Bambam apareceu para empatar a partida. 

Antes do intervalo, o São Bento ainda tentou virar, mas o CAP conseguiu equilibrar a partida. 

Mais uma derrota em casa

No segundo tempo, o CAP ainda tentou tirar a igualdade do placar, mas novamente pecou no último toque e nas finalizações. Além disso, a equipe perdeu a ligação no meio campo e apostava nas ligações diretas, com chutões do zagueiros em busca dos atacantes de velocidade.

Enquanto isso, o São Bento foi gostando do jogo e conseguiu virar o marcador aos 29 minutos, com Ruan recebendo ótimo passe de Bambam num contra-ataque e deixando o time de Sorocaba em vantagem em pleno Tenente Carriço. 

Quando tudo já parecia perdido, aos 40 minutos, Rafinha cobrou escanteio e Henrique Mota subiu para cabecear, o goleiro Lucas Macanham fez um milagre e evitou o empate da equipe da casa. 

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo no próximo domingo às 10 da manhã para enfrentar o Monte Azul fora de casa pela 13ª rodada da Série A2. 

CAP perde para o Juventus e fica mais uma rodada na zona de rebaixamento

CAP perdeu mais uma na Série A2, desta vez para o Juventus na Rua Javari (Foto: Ale Vianna/ C.A. Juventus)

Jogando na Rua Javari pela 11ª rodada, o Penapolense até tentou, mas não conseguiu segurar o time da casa, que venceu por 2-1 e complicou ainda mais a situação da equipe de Penápolis na Série A2. 

Com mais uma derrota, o CAP segue na zona de rebaixamento com nove pontos, já o Moleque Travesso chegou aos 15 pontos e está na sétima posição. 

CAP tenta, mas Juventus sai na frente

Com o apoio da torcida, o Juventus começou pressionando e criou boas chances.

Apesar disso, o CAP conseguiu conter o ímpeto do adversário até o último minuto do primeiro tempo, quando Potiguar ganhou a jogada e encontrou João Lucas para abrir o placar e fazer valer a lei do ex – o meia defendeu o Penapolense em 2019. 

Jaílton empata, mas Juventus garante os três pontos

Depois de sofrer o gol no final da primeira etapa, o CAP voltou pressionando e conseguiu o empate logo aos 5 minutos da segunda etapa, o zagueiro Jaílton subiu mais que a zaga e cabeceou sem chances, deixando tudo igual. 

E o CAP se empolgou com o gol e tentou virar a partida, mas deixou espaço para o time da casa. Num desses momento, Potiguar conseguiu se livrar da marcação e cruzou para Léo Castro encostar de peito para o fundo das redes de Léo Lopes e dar números finais à partida. 

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo no próximo domingo contra o São Bento, no Tenentão pela 12ª rodada da Série A2. 

Penapolense perde para o Atibaia e continua na briga contra o rebaixamento

Penapolense perdeu mais uma na Série A2 de 2020 (Foto: Reprodução FPF TV)

Depois de perder em casa, o Penapolense foi até o estádio Décio Vitta nesta sexta para recuperar os pontos e se aproximar da zona de classificação, mas a equipe de Penápolis esqueceu de combinar com o Atibaia – que vinha de uma derrota por 6-0 e também buscava a recuperação. 

No final, o Atibaia venceu por 2-1 e firmou-se no G8, enquanto que o CAP é o 13º classificado com 8 pontos e continua próximo do Z2.

Atibaia sai na frente, mas CAP empata

Tentando se recuperar, o time da casa começou melhor e abriu o marcador com Judson aos 21 minutos. O médio recebeu o passe dentro da área capeana, teve tempo de cortar o zagueiro Jaílton e abrir o marcador para o Atibaia. 

O empate do Penapolense saiu aos 37 minutos, depois de cobrança de escanteio, Jaílton subiu mais alto que a zaga e testou firme para o fundo das redes, empatando o jogo.

Judson marca de novo e garante a vitória

Na segunda parte, o Atibaia começou melhor e pressionou o CAP desde o primeiro minuto. E essa pressão não demorou para resultar, logo aos 6 minutos, Judson tabelou e saiu sozinho na cara de Léo Lopes, coube ao médio tocar na saída do goleiro e fazer o 2-1. 

Depois do gol, o Penapolense foi em busca do empate e tentou de diversas formas. A mais clara foi com Vitão que fez o cabeceamento e viu Gustavo fazer a defesa e evitar o empate dos visitantes.

Próximo jogo

O Penapolense volta à campo na próxima quarta-feira, às 19h30, no Tenentão, quando recebe o Sertãozinho.

Penapolense se complica em casa e perde para a Lusa

Penapolense bem que tentou, mas acabou surpreendido em casa pela Portuguesa (Foto: Silas Reche/CA Penapolense)

Depois de conseguir bons resultados fora de casa, o Penapolense voltou ao Tenentão com apoio da torcida para tentar entrar no G8 da Série A2. 

Apesar do apoio dos torcedores capeanos, o time acabou derrotado pela Portuguesa por 1-0. 

Com a derrota, o CAP volta a ser ameaçado pelo rebaixamento e ocupa o 13º lugar na classificação, já a Portuguesa chegou aos 10 pontos e agora é o 9º classificado na Série A2.

Sem chances para os dois

O time de Penápolis até começou mais animado, com o apoio da torcida e dos resultados conquistados fora de Penápolis, mas o controle do jogo não se converteu em gols.

Já a equipe paulistana buscava se defender e chegar com perigo em contra-ataques ou em lances de bola parada. 

A melhor chance da primeira parte foi com Rafinha que recebeu passe de Marcelinho e viu Dida salvar a equipe visitante.

Gol no finalzinho e vitória da Lusa

A segunda parte começou do mesmo jeito que acabou a primeira, com os dois times errando diversos passes e não criando muitas oportunidades.

O treinador do Penapolense até tentou mexer no ataque da equipe da casa, mas Vitão não conseguiu mudar o cenário. 

E quando o placar parecia que ia mesmo ficar empatado em 0-0, Roger Gaúcho aproveitou a sobra e fez 1-0 para a Lusa.

Depois do gol, o CAP tentou o empate, mas a falta de organização das jogadas acabou por ajudar os visitantes que viram os minutos passar e o time da casa não criar nenhuma oportunidade clara.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo na sexta-feira, às 15 horas, para enfrentar o Atibaia, fora de casa.

Fora de casa, Penapolense empata com a Portuguesa Santista

Penapolense e Portuguesa Santista não saíram do 1-1 em Santos (Foto: Assessoria Portuguesa Santista)

Jogando em Santos, o Penapolense conseguiu um empate com a Portuguesa Santista. A equipe de Penápolis saiu atrás no marcador, mas conseguiu o empate em 1-1. 

Com o empate, a Portuguesa Santista ficou no terceiro lugar da Série A2, enquanto o CAP chegou aos cinco pontos e está no 14º lugar, o primeiro fora da zona de rebaixamento. 

Briosa sai na frente

Jogando em casa, a Portuguesa Santista não demorou para abrir o marcador, logo aos 4 minutos. Gabriel Terra em cobrança de falta enganou Léo Lopes e mandou a bola direto para as redes, fazendo 1-0 para a Briosa. 

Com vantagem, a Portuguesa continuou a pressionar e criou boas chances com Galego e Gabriel Terra, mas não conseguiu ampliar o marcador. 

O ritmo diminuiu e o Penapolense começou a se arriscar mais no ataque, a equipe visitante só não empatou por falta de pontaria de seus jogadores.

Washington empata de falta e CAP quase vira

A Briosa voltou dominando na segunda parte, Santiago teve boa chance logo aos 5 minutos, depois foi a vez de Rayllan de cabeça quase ampliar para o time da casa.

O CAP continuava a sofrer com seus atacantes e pouco assustava o goleiro adversário. A história começou a mudar aos 20 minutos, quando Washington de falta deixou tudo igual em Santos. 

Depois do gol, as duas equipes se soltaram em busca da vitória. A Briosa tentou aos 31 com Matheus Leal, já o CAP quase virou aos 34, quando Marcelinho chutou para fora a chance de fazer 2-1.

A última chance do jogo foi do time da casa, Kalil tentou de cabeça, mas acabou cabeceando para fora.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo na próximo sábado, quando enfrenta o Osasco Audax, fora de casa.

Penapolense empata com o Votuporanguense e vai para a zona de rebaixamento

Penapolense e Votuporanguense não saíram do 0-0 e estão no Z2 (Foto: Silas Reche)

Jogando no Tenente Carriço pela 5ª rodada, o Penapolense recebeu o Votuporanguense e não saiu do empate sem gols. Com o resultado, o CAP chega a 4 pontos na competição e é o primeiro time na zona do rebaixamento, enquanto isso, o CAV soma seu segundo ponto e continua na lanterna.

Pouca inspiração e muito sono

Com o apoio da torcida, o CAP buscou ditar o ritmo logo no começo da partida. Na estreia de Alberto Félix, o novo comandante fez diversas mudanças: a principal no gol, trocando Wendell por Léo Lopes.

Com muita vontade e pouca qualidade, as duas equipes esbanjavam dos passes errados e das faltas no meio campo.

A primeira boa chance surgiu com Rafinha que arriscou de fora da área e levou perigo ao goleiro visitante.

Depois foi a vez do Votuporanguense chegar, cruzamento para Misael que tirou do goleiro, mas acabou tirando do gol e por pouco não abriu o marcador.

CAP volta melhor, mas empate leva pro Z2

Com as duas equipes precisando vencer, o CAP retornou com uma mudança, saiu Juliano e entrou Bruno Dipp, com a mexida, o time da casa ganhou mais volume de jogo.

E foi na base da pressão que o Penapolense quase abriu o marcador com Marcelinho, que recebeu cruzamento e cabeceou forte para a defesa do goleiro, na sobra, a zaga aliviou.

O tempo foi passando e o CAV foi gostando do jogo, e teve boas chances com Everton, Tom e Misael.

Perto do apito final, João Marcos quase inaugurou o placar do Tenentão e nos acréscimos, Tom recebeu na área e chutou por cima do gol de Léo Lopes a chance da vitória.

Próximo jogo

O Penapolense volta a campo na próxima quarta-feira às 20h, em Santos, para enfrentar a Portuguesa Santista no Ulrico Mursa.

Penapolense perde para o Água Santa e precisa de milagre para ficar na A2

Penapolense lutou em Diadema, mas acabou derrotado por 1-0 (Foto: Michael Sanches)

Já classificado para a próxima fase, o Água Santa recebeu o Penapolense e venceu por 1-0. Com o resultado o time de Diadema deu um passo importante para garantir o primeiro lugar geral da primeira fase. Já o CAP continua na zona de rebaixamento e terá duas rodadas para tentar fugir do fantasma da A3. 

Jogo morno e sem grandes chances 

Apesar de já estar classificado, o Água Santa não vinha em uma boa sequência e precisava da vitória para continuar na liderança. E mesmo sem muito esforço, a equipe de Diadema criou as melhores chances.  

Já o CAP utilizava a mesma estratégia do confronto contra o Linense, apostar nos contra-ataque e deixar o adversário ficar mais com a bola. E tudo ia bem para o time de Penápolis até aos 41 minutos, quando o árbitro marcou um pênalti para o time da casa. 

Na cobrança, Dadá fez 1-0 e deixou o time de Penápolis bem perto do rebaixamento para a Série A3.  

CAP tentou… em vão 

No segundo tempo, o CAP voltou desesperado pelo menos para tentar o empate, mas o nervosismo e a falta de criatividade do meio-campo não traduziam a vontade dos jogadores em chances claras de gol. 

E depois dos 15 minutos, o Água Santa começou a segurar o jogo para garantir os três pontos, já o CAP se lançou ao ataque e deixou alguns espaços na defesa e por pouco o time da casa não ampliou o marcador.  

Próximo jogo 

O Penapolense volta a campo no próximo domingo, às 10 da manhã para enfrentar o Nacional, em casa, no Tenente Carriço.  

CAP sofre gol do Atibaia no final e volta para a zona do rebaixamento

Pela 11ª rodada da Série A2, Penapolense e Atibaia fizeram em Penápolis uma partida que valia muito para as duas equipas, afinal era um confronto direto na luta contra o rebaixamento. Melhor para os visitantes, que venceram por 2-1 e acabaram de distanciando da zona do rebaixamento, já o CAP continua na parte de baixo da tabela, lutando para se manter vivo na competição.  

Com a vitória, o Falcão chegou aos 12 pontos e agora ocupa a 11ª posição na tabela da A2, já o Pantera da Noroeste é o 15º colocado com apenas sete pontos e corre o risco de ser rebaixado já na próxima rodada, diante do rival Linense.  

Poucas chances e muita vontade 

Como as duas equipas estavam na parte de baixo da tabela, o começo do jogo foi de muito “estudo” de ambas as partes, com o time da casa tentando tomar as rédeas do jogo, mas sem se expor muito.  

Já os visitantes jogavam recuados e deixavam o time da casa propor seu jogo, com isso, o Atibaia apostava nos contra-ataques, apesar de tudo, nenhuma equipe conseguiu ter chance clara no primeiro tempo.  

Mais emoção e vitória do Atibaia 

No segundo tempo, o jogo começou mais emocionante, logo aos três minutos de jogo, Wallace abriu o placar para o Atibaia e jogou toda a pressão para cima do Penapolense, que jogava em casa. 

Mas a resposta do CAP foi rápida, aos 6 minutos, Franklin empatou para o time da casa e colocou um novo ânimo no time da casa. E tudo parecia que iria terminar assim, até que no final da partida, Luís Oyama sofreu um pênalti, e Gian aos 45 minutos da segunda etapa fez 2-1 para o Atibaia e afundou ainda mais o Penapolense. 

Próximo jogo 

O Penapolense volta a campo no próximo sábado, às 15 horas, no Gilbertão para encarar o rival Linense.