Pintado não continua no comando do Penapolense para a Série D

O torcedor capeano terá que se acostumar com a ideia de que boa parte dos jogadores que fizeram parte da histórica campanha no Paulistão 2013 não irão vestir a camisa do clube na Série D do Brasileirão. Além disso, a comissão técnica também deve ser outra, o técnico Pintado afirmou que a 2ª partida da final do Troféu do Interior vai marcar sua despedida do time de Penápolis.

“Só tenho a agradecer à diretoria que confiou no nosso trabalho e a esta torcida maravilhosa que nos acolheu muito bem. Tenho certeza que estou de partida, mas deixando as portas abertas. Por isso, sonho em me despedir com um título, que seria um feito histórico no clube”, afirmou Pintado em entrevista a um site.

O treinador chegou depois da demissão de Edison Só, em fevereiro, e fez sua estreia diante do São Paulo no Tenentão. E ficou marcado na história do clube depois de levar o time de Penápolis até as quartas-de-final do estadual.

Depois de ser sondado pelo Guarani e continuar em Penápolis, a expectativa era que o comandante fosse o responsável pela reformulação do elenco para a disputa da Série D. Pintado confirmou que já foi procurado por clubes da Série A e B e por clubes de fora do país – dos Estados Unidos e do México.

A última partida de Pintado no comando do Penapolense será sábado, às 18h30, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Em caso de vitória, o treinador sai com a conquista do título do interior.

Além do treinador que se despede nesse sábado,  já deixaram o Penapolense: Silvinho que foi transferido para o São Paulo, Sérgio Mota e Jaílton que foram para o América-MG, Rodrigo Biro que acertou com a Ponte Preta, Guaru que vai para o Fortaleza e Marcelo que foi contratado pelo Paysandu, a lista deve aumentar ainda mais nos próximos dias.

Anúncios

Com gol contra, Penapolense é eliminado pelo São Paulo

Jogando no último domingo no estádio do Morumbi, o Penapolense acabou eliminado do Paulistão 2013. O time do interior, no seu ano de estreia na elite, perdeu por 1 a 0 para o São Paulo e acabou ficando de fora das semifinais. O gol do tricolor paulista foi de Jaílton, contra. Um dos destaque do time da capital foi o goleiro e capitão Rogério Ceni, que fez pelo menos 4 defesas importantes durante a partida.

No começo da partida, o Penapolense parecia assustado e foi dominado pelo time da casa, que arriscou de longe com Carleto. Ganso e Jadson tentavam armar as jogadas, mas esbarravam na forte retranca da equipe do interior. Já Luis Fabiano que voltava a ser titular, não conseguia levar a melhor em cima da zaga do Penapolense. E as melhores chances do São Paulo vinham sempre pela esquerda, com Osvaldo partindo pra cima de Niander – que voltava de lesão depois de quase 9 meses. O time de Penápolis, ainda assustou em alguns chutes de longe, mas o placar do 1º tempo foi mesmo 0 a 0.

No segundo tempo, o time de Penápolis resolveu buscar o gol que colocaria uma pressão ainda maior no time da casa. A primeira boa chance foi em uma cabeçada de Jaílton, que parou em Rogério Ceni. Depois foi a vez de Fernando chutar de longe com efeito e novamente ver o goleiro do São Paulo fazer ótima defesa. Mas as duas chances mais claras foram com o camisa 11 do Penapolense, Silvinho, foi o destaque da equipe, sempre ganhando dos zagueiros do tricolor paulista. Em uma chance, chegou até a fazer o gol, mas estava impedido, impedindo a festa de quase 2 mil pessoas do setor visitante. No segundo lance de perigo, mais uma vez Rogério Ceni apareceu e evitou o gol.

Depois disso, o São Paulo tentou atacar novamente, e em uma dessas decidas pela esquerda, Osvaldo ganhou de Niander e cruzou, o zagueiro Jaílton tentou tirar e acabou jogando para dentro do gol, fazendo 1 a 0 para o São Paulo.  Com o gol, o São Paulo resolveu se fechar e esperar o adversário, que mais uma vez teve boa chance, depois de Silvinho escapar pela esquerda, o camisa 11 cruzou para Sérgio Mota (ex-São Paulo) que dominou e bateu a queima roupa, exigindo ótima defesa do camisa 1 do São Paulo. Depois disso, o tricolor paulista esperou o apito final para comemorar a classificação. Já os jogadores do Penapolense foram aplaudir os torcedores que estavam no Morumbi e que apoiaram e reconheceram o bom desempenho da equipe.

Apesar de eliminado do Paulistão,  o CAP ainda irá disputar a semifinal do Troféu do Interior, no próximo sábado, em Ribeirão Preto, diante do Botafogo-SP. A partida será jogo único e empate leva a decisão para os pênaltis, além disso, o clube de Penápolis terá seu primeiro torneio nacional no segundo semestre, já que o clube garantiu a classificação para a Série D.

Penapolense empata com o São Caetano e adia sonho da classificação

Neste sábado, o Penapolense recebeu o até então, apenas ameaçado pelo rebaixamento, São Caetano. E o resultado foi um empate em 1 a 1, péssimo para as duas equipes – pelo lado de Penápolis, a vaga nas Quartas ficou para ser definida na última rodada, diante do Santos na Vila Belmiro, já dos lados do ABC, o time foi rebaixado para a Série A2 do Paulistão.

Em busca do primeiro gol logo no começo do jogo, o Penapolense pressionou o São Caetano no início do jogo e perdeu várias chances de abrir o placar, o Azulão só se encontrou depois dos 25 minutos do 1º tempo.  E quando começou a levar alguns sustos, o Penapolense abriu o placar com Silvinho, aos 32 minutos, depois de belo passe de Guaru.

Mesmo perdendo, o São Caetano continuou atacando e dando espaço para os contra-ataques – que foram desperdiçados diversas vezes pelos atacantes do CAP. E o castigo veio aos 43 minutos, quando Rivaldo puxou contra ataque, tocou para Danielzinho que bateu, Marcelo defendeu, mas a bola sobrou nos pés de Jobson, que bateu sem chances e empatou o jogo e ainda provocou a torcida de Penápolis.

No 2º tempo, o São Caetano sabia que precisava da vitória para não ser rebaixado e o Penapolense buscava a vitória que daria uma vaga inédita nas quartas de final do Paulistão.  Depois de 10 minutos, os dois times diminuíram o ritmo e o Penapolense apesar de não se classificar para a próxima fase, deixa o clube dependendo apenas de suas forças para isso.

Já para o São Caetano, a situação era pior a cada minuto, o time tentou um “abafa” nos últimos minutos, mas abriu espaço para o contra-ataque e por pouco Silvinho não fez o 2º do time da casa.

Com o empate, o Penapolense vai até Santos, enfrentar o time da casa, no próximo domingo, às 16 horas – todos os jogos serão as 16 horas.

No Pacaembu, Penapolense arranca empate contra o Corinthians

O Penapolense continua fazendo boa campanha e dessa vez complicou a “vida” do Corinthians. Mas apesar do empate, o CAP não começou bem, e diante de pouco mais de 13 mil pessoas – entre essas, 550 capeanos – viu o Corinthians abrir o placar logo aos 4 minutos, depois de cruzamento de Emerson Sheik, Heleno tentou cruzar e acabou jogando contra o próprio gol, fazendo 1 a 0 para o Timão.

Apesar de sair na frente, o Corinthians manteve o ritmo e criou boas chances, mas não conseguia fazer o gol. No final do primeiro tempo, o atual campeão do mundo deu espaço e Val Baiano teve algumas chances de empatar a partida.

No segundo tempo, o Corinthians deu menos espaço e tinha o controle do jogo, tocava a bola e esperava o tempo passar. Já o Penapolense esperava um erro do time da casa para tentar buscar o empate. E buscando mudar o ritmo do jogo, Pintado mexeu e tirou o atacante Val Baiano e colocou o veloz Geuvânio.

Depois da alteração, o time ganhou velocidade e assustou mais a zaga corintiana, e foi uma saída errada de Edenilson aos 29 minutos, que essa velocidade fez a diferença: Geuvânio tocou de primeira e Silvinho, de cara para o gol, só precisou tocar por entre as pernas de Júlio César e comemorar o gol de empate do “caçula” do Paulistão.

No final da partida, o Corinthians ainda tentou fazer o gol, mas não conseguiu balançar as redes do goleiro Marcelo. Com o empate, o Corinthians chegou aos 26 pontos e está na 5ª posição, já o Penapolense chegou a 21 e agora é o 8º colocado.

A próxima partida do Penapolense é no sábado, diante do Mirassol – que vem de goleada sobre o Palmeiras – fora de casa, às 18h30.

Fora de casa, Penapolense é derrotado pelo Bragantino

Em uma partida com muitos gols, o Penapolense foi derrotado pelo Bragantino por 3 a 2, neste sábado. Com o resultado, o Penapolense perdeu a 9ª posição para o próprio Bragantino, que chegou aos 17 pontos, contra 16 do time de Penápolis – que agora é o 10º colocado.

O jogo começou com as duas equipes marcando bem no meio campo, sem criar muitas chances claras, apesar da forte marcação, as melhores chances foram do Bragantino. E a pressão do time da casa deu resultado aos 21 minutos de jogo, quando Serginho escapou pela e cruzou para Léo Jaime bater sem chances para o goleiro Marcelo, fazendo 1 a 0 para o Braga.

Depois dos 30 minutos, a situação se inverteu e foi a vez do Penapolense dominar e criar as melhores chances, e nessa pressão, o time chegou ao empate aos 42 minutos, quando Rodrigo Biro tabelou e bateu de fora da área sem chances para goleiro, empatando o jogo em 1 a 1.

No segundo tempo, o Penapolense continuou melhor – como no final do primeiro tempo – e quando pressionava mais o time da casa, acabou levando um gol num contra ataque. Serginho lançou Magno que ajeitou de peito e deixou Léo Jaime na cara do gol, para mais uma vez colocar o Bragantino na frente e marcar seu 7º gol no campeonato.

Depois do gol do time da casa, o jogo ficou aberto com boas chances para as duas equipes, e aos 24 minutos, Silvinho aproveitou um desvio e de primeira empatou novamente a partida.

Mas só 2 minutos depois, o Bragantino conseguiu o gol da vitória. Serginho bateu de fora da área depois de um rebote, a bola desviou em Jaílton e acabou indo parar no fundo das redes, dando números finais à partida. No fim do jogo, o Penapolense quase chegou ao empate, mas parou na retranca do time casa.

A próxima partida do Penapolense é na quarta-feira, às 19h30, contra o Linense, fora de casa. O confronto é mais um dos “jogos de seis pontos” na busca por uma vaga na Série D e também nas quartas-de-final do Paulistão.